Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Regresso dos estgios

09 de Fevereiro, 2015
Com o início do Girabola/2015 a aproximar-se, as equipas que realizaram as campanhas de pré-época no exterior estão a regressar ao país. Petro (África do Sul), Benfica de Luanda (Portugal), Interclube (África do Sul), Kabuscorp ( Portugal) e 1º de Agosto (África do Sul), já desembarcaram e preparam as estreias na competição em solo nacional.Valeu a pena esses estágios no exterior? Estão melhor preparadas em relação às que realizaram as pré-épocas em território nacional? É difícil de momento fazer um balanço. Mas no final do Girabola, vamos certamente poder dizer com exactidão se foi ou não benéfico, em função do que elas produzirem.

Uma das equipas que fizeram o estágio pré-competitivo no país, foi o Bravos do Maquis, que permaneceu cerca de um mês em Benguela. Ontem, a equipa maquisarde dirigida por Victor Manuel regressou ao Moxico, com um saldo de quatro vitórias e uma derrota.Na cidade do Luena, o Bravos do Maquis vai começar a “montar a estratégia” para a recepção a Académica do Lobito, adversário de estreia na prova, no próximo dia 14 do corrente. Amanhã, a equipa maquisarde vai apresentar o plantel à massa associativa, adeptos e população do Moxico, numa cerimónia a decorrer no estádio Mundunduleno, palco oficial dos “azuis e branco”.

Tanto as equipas que realizaram os seus estágios de pré-época no exterior, como as que fizeram no país os trabalhos de preparação, almejam atingir as metas traçadas pelas respectivas direcções. Algumas almejam o título, como por exemplo, o Recreativo do Libolo, o Kabuscorp, o 1º de Agosto e mesmo o Petro de Luanda, apesar do seu presidente dizer que esta época o objectivo não passa por aí.Aliás, um dos candidatos assumidos, o 1º de Agosto, pela voz do seu técnico adjunto, Filipe Nzanza, realçou este objectivo. “O 1ºde Agosto está preparado para encarar o Girabola e tudo vai fazer para conquistar a edição, visto que desde 2006 que não vence o campeonato nacional”, disse sem papas na língua.

A prática tem demonstrado que nem sempre os objectivos traçados são cumpridos. Todas querem levantar o troféu no final da competição. Um objectivo, aliás legítimo, diga-se. Contudo, só uma equipa pode vir a dar-se a esse luxo. Oficialmente, a prova abre na próxima quarta-feira, quando o campeão destronado, o Kabuscorp, receber nos Coqueiros o Recreativo da Caála. Uma jornada manchada por ser disputada em vários dias. Aliás, a primeira jornada deve ser concluída apenas no dia 28 de Março (!), quando o 1º de Agosto receber o campeão em título, o Recreativo do Libolo. A prova está aí, para satisfação dos amantes do futebol que passam a ter espaço para as horas livres ou ociosas.

Últimas Opinies

  • 20 de Julho, 2019

    Acesso ao Qatar

    Apesar da qualificação inédita numa fase final de um Mundial de Futebol, algo que ocorreu curiosamente em 2006, edição organizada pela Alemanha, a Selecção Nacional.

    Ler mais »

  • 20 de Julho, 2019

    O honroso sexto lugar do nosso hquei em patins

    A recente participação de Angola no Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, que decorreu em Barcelona, Espanha, e que o nosso país se classificou em sexto lugar.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    No nosso período pré competitivo, nesta segunda quinzena de Julho, já queria ir para uma paragem, onde tivesse campos e equipas para realizarmos jogos.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    Final interessante

    Um mês depois de fortes emoções vividas nos estádios e em outros espaços fora e longe dos centros de disputa,  vamos ter,  finalmente,  amanhã dia 19, o cair do pano da XXXII edição do Campeonato Africano das Nações de futebol, organizado pelo Egipto.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    A dvida de Akw

    O dia 8 de Outubro de 2005, ficará para sempre gravado na história do desporto angolano e do futebol em particular.

    Ler mais »

Ver todas »