Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Reorientados

31 de Março, 2018
A nação do futebol rejubila com a reorientação dos Palancas Negras, ultrapassado, aparentemente, que está o período turbulento. É um lapso de tempo que merece ser expurgado do currículo da Selecção Nacional, se possível, com a colaboração de um indelével detergente.
Era Manucho pra aqui, treinador pra acolá, ou ainda, a falta deste ou daquele documento. Um caos na verdadeira acepção da palavra. Ao que parece, os Palancas Negras reencontraram-se e aos poucos podem reabilitar a alegria dos adeptos, cuja estima deve estar abaixo do nível do mar.
É reconfortante ver estampado em Djamla Campos, tido como um dos enfant terrible da gestão anterior, manifestação de satisfação pelo rumo que a equipa nacional está a trilhar. Participar num torneio, ao lado das melhores equipas da região Austral, era coisa de outro mundo, no ancien régime, ou melhor, na anterior gestão.
Se não faltasse esta ou aquela condição, faltava dinheiro, ou o treinador deixava a Selecção Nacional. É um bouquet de problemas, que os cardiologistas recomendavam sem dúvidas, esquecer para bem da saúde.
Finalmente, a equipa nacional encontrou um rei mago disponível a ultrapassar os atalhos. E, mesmo cedo, madruga para às conclusões, pelo menos, mostra possuir capacidade para construir uma equipa competitiva. A exibição no CHAN, com o curto tempo de trabalho, foi o primeiro. O torneio transmitiu igualmente outro sinal, que conjugados nos fazem crer estarmos em presença de novos e animadores ventos.
À FAF, particularmente à sua direcção, compete o ónus de garantir o mínimo existencial. Condições que permitam ao treinador reconstruir o nosso orgulho, duramente abalado. Ir ao CAN, pode ser ouro sobre azul, a não qualificação não devia significar o fim do vínculo com o seleccionador. É desejável que a direcção de Artur Almeida estique a paciência para projectos de quatro ou mesmo cinco anos. Para o início de conversa, os Palancas Negras têm rumo.

Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »