Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Revalidao vista

27 de Outubro, 2015
A equipa sénior feminina de andebol do 1º de Agosto continua de vento em popa no Taça dos Clubes Campeões Africanos de Andebol, que decorre no Marrocos. Dos jogos realizados até ao momento as campeãs africanas em título só conheceram resultados favoráveis, abrindo boas perspectivas para a revalidação do título conquistado no ano passado na Tunísia.No comando do Grupo B, as pupilas de Filipe Cruz não têm encontrado grande resistência da parte das suas adversárias, e tudo leva a crer que o primeiro lugar não lhes vai escapar. Em função daquilo que está a ser o desempenho da outra representante do país na prova, o Petro de Luanda, é mais do que provável a perspectiva de se voltar a assistir uma final à angolana.

Os números que têm sido registado pela campeã nacional e africana são de alguma relevância, a rondar os mais de 10 pontos de diferença (jogos com o Al Ahly do Egipto e TKC dos Camarões), o que demonstra a grande superioridade e competitividade das angolanas que de jornada a jornada vão justificando o estatuto de detentoras do troféu da competição.

Até o término da prova aprazado para o próximo sábado, ao 1º de Agosto caberá apenas gerir os próximos jogos até atingir a final e aí esperar pelo seu adversário que, estamos em crer, voltará a ser o Petro de Luanda, face o desempenho das tricolores na outra série e por serem as vice-campeãs do continente. Aliás, as petrolíferas são a equipa mais titulada da competição, tendo um reinado de cerca de duas décadas.

Pelo que foram os jogos da Taça de Angola e do provincial, não restam dúvidas que caso cheguem à final, vamos assistir a mais uma partida do mais alto nível competitivo, com as duas melhores equipas de África do escalão feminino, que contam as mais cintilantes estrelas que compõem a selecção campeã africana, que no próximo ano vai representar, uma vez, o continente nos Jogos Olímpicos, a serem disputados na cidade brasileira do Rio de Janeiro.

Na semana derradeira da prova que decorre no Marrocos, as militares tudo vão fazer para não deixar os seus créditos em mãos alheias e mais do que isso, voltar conquistar o título de forma imaculada, ou seja, sem averbar qualquer derrota. O técnico Filipe Cruz que assumiu o comando da equipa em troca com Victor Tchikolaev que o rendeu nos masculinos, ambiciona também começar esta "aventura" da melhor maneira, conquistando o seu primeiro troféu na competição.

Quem também não tenciona entregar de mãos beijadas o título às militares são as suas arqui-rivais do Petro de Luanda, que apesar de estarem a passar por um perído de mudanças, com a renovação da equipa, têm sempre como divisa competir para vencer. A equipa técnica liderada por Vivaldo Eduardo é experiente e já deu mostras mais do Contudo, o 1º de Agosto tem estado a dar mostras que caminha com segurança para a revalidação do título continental.

Últimas Opinies

  • 22 de Julho, 2019

    Akw lesou a Ptria por representar o Pas?

    Com a vossa permissão, amigos leitores, deixam-me exteriorizar , o que sempre defendi do ex-craque da nossa terra chamado Akwá, menino de Benguela

    Ler mais »

  • 22 de Julho, 2019

    Com o balo vazio no se busca patrocnio

    Certa directora de marketing, com muita experiência nesta área e que trabalha no mercado nacional há mais de 10 anos, confidenciou-me, dias atrás.

    Ler mais »

  • 22 de Julho, 2019

    Segunda derrota nacional

    O PAÍS  futebolístico continua a curar as mágoas de ter visto partir o então seleccionador nacional dos Palancas Negras, Hervé Renard.

    Ler mais »

  • 20 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    “Nunca cheguei a reunir com este senhor (Akwá) para tratar este assunto. Apenas nas veste de Deputado e com o seu guarda-costa, apareceu no meu gabinete.

    Ler mais »

  • 20 de Julho, 2019

    Acesso ao Qatar

    Apesar da qualificação inédita numa fase final de um Mundial de Futebol, algo que ocorreu curiosamente em 2006, edição organizada pela Alemanha, a Selecção Nacional.

    Ler mais »

Ver todas »