Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Seleco rejuvenescida

20 de Dezembro, 2013
No Campeonato do Mundo, apesar da eliminação precoce, a Selecção Nacional não deixou os seus créditos em mãos alheias, justificando plenamente o seu estatuto de campeã africana e de equipa mais titulada do continente africano. As duas vitórias no início da competição (frente à Argentina e Paraguai) e posteriormente as três derrotas (Polónia, Noruega e Espanha), na primeira fase, e frente à Alemanha, nos oitavos-de-final, não beliscaram o nome de Angola.

Pelo contrário, o desempenho em todos os jogos evidenciaram sempre uma selecção que promete um futuro de muitas glórias na modalidade, apesar de se ter dado início ao processo de renovação da equipa, com a integração de muitas jovens atletas que já começaram a dar conta do recado.

Albertina Cassoma, só para citar esta, é uma das novas integrantes e mereceu rasgados elogios na Sérvia, pois aos 17 anos e estreante num mundial, deu boa conta de si, deixando impressionados os “experts” do andebol mundial.

Na qualidade de detentor do título africano, Angola fez o que se esperava de si. Foi a melhor selecção entre as demais que estiveram a representar o continente africano, num total de quatro. Não chegou aos quartos-de-final, como era um dos objectivos, nem ficou entre as 12 melhores do mundo como era a grande pretensão, mas ganhou com a rodagem das novas atletas.

Vivaldo Eduardo e suas pupilas defenderam com galhardia o bom nome do país e deixaram bem patente na Sérvia a qualidade do andebol que se pratica dentro dos nossos quatro muros.

É por essa conquista de renovação da Selecção Nacional que o país saiu a ganhar na Sérvia, pois o próximo compromisso, o Campeonato Africano, é a nossa grande aposta. Vamos à conquista do 12.º título africano e provar que por enquanto em África continuamos a mandar.

Últimas Opinies

  • 18 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Temos de nos preparar bem para o jogo que será decisivo e estou convicto que iremos fazer este trabalho em conjunto, não temos muito tempo, agurada-nos um trabalho sério contra uma selecção que perdeu todas as partidas.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    L se foi o sonho...

    O Petro de Luanda, até ontem o único sobrevivente angolano nas Afrotaças, não conseguiu evitar a derrota frente ao Gor Mahia FC do Quénia, em Nairobi, num jogo em que estava “condenado” a não desperdiçar, na totalidade, os pontos em discussão.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    Os estreantes e o ritual de integrao

    Igor Vetokele regressa aos Palancas Negras, depois de muito tempo.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Eu já vi três vezes o jogo, muito sinceramente deu para ver alguma coisa na atitude e reacção de certos jogadores.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Operao Botswana

    A Selecção Nacional de futebol em honras concentra-se amanhã, a noite, tendo em vista a derradeira jornada do Grupo I da campanha para o Campeonato Africanos das Nações deste ano, a decorrer entre 21 de Junho e 19 de Julho no Egipto.

    Ler mais »

Ver todas »