Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Semana derradeira

07 de Fevereiro, 2017
Depois a abertura da época futebolística, sábado último, com a disputa a Supertaça, aguarda-se, com expectativa, pelo pontapé da saída do campeonato nacional de futebol da primeira divisão. Com efeito, estamos a escassos três dias para a bola começar a rolar na principal prova doméstica. As equipas acertam os últimos pormenores para atacar a primeira jornada marcada para o fim de semana que se avizinha.

Foram quase três meses de defeso, em que os principais actores do campeonato ficaram inactivos, desfrutando do merecido repouso, embora durante quase todo o mês de Janeiro tenham estado engajados na preparação de época. Assim, os caminhos voltam a cruzar nos estádios de futebol, na esperança de que tenhamos uma competição saudável e que agrade a todos os seus prosélitos.

Como novidade, não teremos o Benfica de Luanda, uma das equipas que nos últimos anos foi registando uma grande progressão. Os encarnados da capital renunciar a competição alegando razões estratégicas. Mas como novidade também teremos duas equipas que vieram quase do nada, representando uma grande prova de determinação e vontade de ser. Santa Rita de Cássia e JGM do Huambo.

As duas equipas vão ter o privilégio de estrear na maior prova futebolística do país. Esperamos sim que consiga fazer face às suas exigências. Aliás, os responsáveis dos dois emblemas conhecem de cor e salteado quais são as obrigações da prova, e se mesmo assim entenderam envolver-se nela é porque estão confiados na sua capacidade. Aliás, esta questão não se coloca apenas às equipas novatas, colocam-se também ao nível das mais antigas.
As lamúrias por falta disto e daquilo têm sido uma constante das equipas nas últimas edições, sobretudo com o aumento do custo de vida. Vamos porém aguardar que a prova comece. Porque sendo o elenco directivo da Federação Angolana de Futebol novo, com muitos problemas por dar solução, seria bom que não fosse dificultada a sua missão de organizar a prova com desistências a meio.

Queremos viver o Girabola com a mesma intensidade de sempre. E desta fez a compita pode ser maior a olhar pelo número de equipas cujos responsáveis declararam publicamente o desejo de conquistar o título. É este aspecto que anima qualquer competição que se preze. A prova vai arrancar pelo menos com cinco candidatos assumidos.

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »