Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Sorteio ingrato

02 de Agosto, 2014
Sorteio é sorteio, diz a sabedoria popular. Temos de respeitá-lo. Não há outra alternativa. Tudo isto a propósito daquilo que as caprichosas bolas do sorteio ditaram para os quartos-de-final. Nada menos do que um Kabuscorp-1º de Agosto e um Recreativo do Libolo-Petro de Luanda.

Dois jogos interessantes e que polarizam as atenções desta antepenúltima fase da segunda competição mais importante do calendário futebolístico nacional. Completam os "quartos" os jogos Sporting de Cabinda-Progresso e Benfica de Luanda-Desportivo da Huíla.

Do grupo de equipas que procuram uma vaga nas meias-finais, duas estão na luta pelo título do Girabola, o Recreativo do Libolo e o Kabuscorp. A equipa de Calulo lidera confortavelmente a prova, com oito pontos de vantagem sobre os palanquinos.

Tanto uma como a outra nunca venceram a Taça de Angola. Na equipa de Calulo, na voz do seu treinador Miller Gomes, a conquista da Taça é um dos objectivos traçados para esta temporada.

"...de qualquer forma, a nossa meta é conquistar a Taça de Angola. É um título que o clube nunca conquistou e quer fazê-lo nesta época, para nos levar às competições africanas", disse o técnico, em entrevista ao JD.

Não é fácil ao Recreativo do Libolo chegar às meias-finais. Vai receber o Petro de Luanda, que nunca perdeu em Calulo. É o reencontro entre as duas equipas e uma forma de o Libolo desforrar-se da derrota sofrida na jornada dezoito do Girabola (1-2).

Um dos objectivos traçados pelos petrolíferos é disputar, na próxima temporada, uma prova continental. Com o Girabola e o segundo lugar já fora de hipóteses, embora faltem ainda dez jornadas para o final do campeonato, a conquista da Taça de Angola surge como a salvação da temporada.

Outro jogo de cartaz vai opor o 1º de Agosto ao Kabuscorp, no 11 de Novembro. Esta temporada a vantagem é do campeão em título. Nos dois jogos para o Girabola venceu um (3-2) e empatou outro (1-1). Contudo, o jogo da Taça tem características especiais. Com trajectos modestos no Campeonato Nacional, as duas equipas vêem na Taça de Angola a oportunidade para salvarem a temporada. Um desejo que apenas uma equipa vai partilhar, porque quem perder fica definitivamente arredado da competição.

Não menos importantes são as partidas Sporting de Cabinda-Progresso e Benfica de Luanda-Desportivo da Huíla. Estamos convictos de que o factor-casa é determinante para se encontrarem as duas equipas que se vão manter em prova. Contudo, face à singularidade da prova, tanto o Progresso como o Desportivo têm uma palavra a dizer.

Últimas Opinies

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    A eliminao do Petro e o tal patriotismo

    Terminada a participação Petro de Luanda, na Taça Nelson Mandela, é normal que por esta altura, esteja a ser feita uma profunda reflexão em torno da participação na referida competição africana, nos mais diversos aspectos que ela comporta, sem descorar, portanto, a (des) continuidade do técnico Beto Bianchi, que mais uma vez não conseguiu o troféu de uma competição em que esteve envolvido. 

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Palancas Negras de olhos no Egipto

    A Selecção Nacional de futebol honras, vulgo Palancas Negras, só depende de si para chegar à fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, que vai ser disputado no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Procuramos fazer tudo para vencer o jogo, mas não conseguimos, porque o adversário  (Recreativo do Libolo) foi competente e inteligente, assim como conseguiu aproveitar as nossas falhas defensivas e, em lances de bolas paradas, marcaram os dois golos.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Zebras para domar...

    A Selecção Nacional de futebol de honras, às ordens do sérvio Srdjan Vasiljevic, decide amanhã, em Franciston, Botswana, a qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto acolhe de 19 de Junho a 21 de Julho deste ano.

    Ler mais »

Ver todas »