Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Ttulo vista no Girabola

04 de Outubro, 2015

A jornada desta tarde, vai ser marcada não só no topo, como na cauda onde à excepção da equipa do Domant FC do Bengo, as equipas que estão entre o oitavo e o 14º lugares ainda não têm a permanência assegurada. Uma delas, é o emblemático Petro de Luanda, o campeão dos campões do Girabola.

Todavia, o nosso olhar hoje recai para a questão do título, em que o Recreativo do Libolo assume-se como potencial, se não mesmo, a equipa que praticamente só aguarda pelo momento da abertura do champanhe. O campeão em título, precisa só de um pontito, para fazer a sua festa de consagração.

Além de depender única e exclusivamente de si, para chegar ao quarto título, o representante do Cuanza Sul ainda pode contar com a ajuda do 1º de Agosto, que se não vencer, em caso de derrota do Libolo, entrega de bandeja o título ao concorrente directo.

Com uma trajectória marcada pela regularidade, o campeão nacional revelou-se desde a primeira volta, o mais destacado candidato, com a concorrência a não acompanhar a passada, e mais do que isso, a não aproveitar os poucos deslizes que a equipa do técnico João Paulo Costa foi tendo nalgumas etapas da prova.

Ao vencer o Benfica de Luanda na jornada 27, o Libolo marcou um passo importante, já que ultrapassou o principal obstáculo que tinha nas quatro últimas jornadas. O empate logo a seguir diante do Caála, só adiou para poucos dias a festa de consagração, que pode acontecer esta tarde caso consiga o tal ponto, frente ao FC Bravos do Maquis, um adversário faminto de pontos e que procura à todo o custo fugir à despromoção.

Se na passada quarta-feira a festa foi adiada, hoje pode ser o dia marcado para a grande comemoração. Se não vencer e o 1º de Agosto também fizer um resultado negativo, as coisas ainda assim beneficiam os de Calulo, já que os militares já não teriam qualquer chance com 54 pontos contra os 59 do Libolo, a uma jornada do término.

Portanto, João Paulo Costa e seus pupilos só precisam de controlar a ansiedade e não deixar que nada atrapalhe a abertura das garrafas de champanhe que devem estar quase a explodir de tanto estarem no gelo. Boa sorte, é o que podemos desejar nesta jornada ao Libolo e a todas as outras equipas.

Últimas Opinies

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Corrigir o mal no futebol (I)

    A semana passada terminei o artigo com a seguinte sentença: “(…) é importante mudar de estratégia

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Mais um falso arranque do Interclube

    Para o desalento dos prosélitos do futebol sénior masculino, as cortinas do Girabola Zap, versão 2019/20, foram descerradas com máculas na jornada inaugural que, mais uma vez, põem em causa a capacidade organizativa da Federação Angolana de Futebol (FAF), que parece apostada numa competição em que é premiada a instituição que mais erros comete ao longo do “consulado”.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O pas dos amigalhaos

    Foi recentemente anunciada a rescisão contratual do treinador Srdjan Vasilevic com a Federação Angolana de Futebol.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

Ver todas »