Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Todos com os Palancas

11 de Outubro, 2018
Angola tem, amanhã, mais um teste de fogo na corrida para o CAN dos Camarões no próximo ano, quando defrontar a Mauritânia no 11 de Novembro, para a terceira jornada do grupo I de qualificação.
A dificuldade da empreitada reside, tão simplesmente, no facto do adversário ser, até agora, o líder isolado da série que compartilha, também com o Botswana e o Burkina Faso, este último a quem venceu na jornada transacta, e tido como principal favorito à passagem à fase final da competição.
O facto jogar em Luanda na condição de comandante, deve ter galvanizado os mauritanianos nesta viagem à capital angolana, e isso deve servir de alerta aos Palancas Negras que, mesmo tendo vivido velhos problemas de condições para a sua preparação, ainda assim não quererão, decerto, atirar para o lixo a empatia que têm com os adeptos, após o último triunfo diante do Botswana.
A Mauritânia já mostrou as suas ambições. Mas nada que impeça os Palancas Negras de não tirar partido do factor casa, e, por isso mesmo, refrear as suas intenções de triunfar. Ademais, foi isso mesmo que o adversário fez, quando desalojou os burkinabes da liderança, com uma clara vitória em sua casa.
O cenário no grupo, indica que a Mauritânia, Burkina Faso e Angola (isso por ordem de classificação à entrada da terceira jornada), são as formações que deverão lutar até ao fim pelas vagas para a fase final, uma vez que a quarta formação, Botswana, vai precisar de um milagre para lá chegar.
Amanhã, Angola pode clarificar as suas contas. Pois, com um triunfo no 11 de Novembro e na eventualidade do Burkina Faso fazer valer a sua condição de favorito contra o Botswana, em Ouagadougou, angolanos, burkinabes e mauritanianos ficarão todos com 6 pontos.
Os angolanos estão à espera que os seus Palancas saiam do estádio, no final da contenta, de cabeça erguida, com a confiança necessária para encarar os próximos desafios com serenidade, não obstante as queixas (legítimas) do seleccionador nacional.
Quem tem aspirações de chegar ao CAN, deve saber que todos os momentos são bons para sonhar, que todas as oportunidade devem ser aproveitadas ao pormenor, porque em cada jornada os adversários directos não vão dormir.
Em ocasiões anteriores, os Palancas Negras lograram o apuramento em situações extremas, com os jogadores a sofrerem e a fazerem sofrer os adeptos até aos derradeiros minutos, na fase de qualificação. Pelo que, agora, e certamente com outra mentalidade, é hora de não deixar para amanhã o que se pode fazer hoje.
Daí a fome de pontos de assola o conjunto e que é preciso colmatar já com um triunfo amanhã, no 11 de Novembro. Por um ou por mil, pouco importa, porque o que todos queremos é apenas a vitória.

Últimas Opinies

  • 08 de Dezembro, 2018

    O Girabola Zap e as suas quezlias

    O Girabola Zap 2018/2019 aí está. Já soma algumas poucas jornadas e, as coisas fluem normalmente, ainda que com algumas quezílias à mistura, próprias de uma competição desta dimensão.

    Ler mais »

  • 08 de Dezembro, 2018

    Cartas Leitores

    A formação de quadros desportivos é uma prioridade no plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) para área dos desportos, em que  se prevê alcançar seis por cento da população inserida no desporto generalizado até 2022.

    Ler mais »

  • 08 de Dezembro, 2018

    Agitao no Progresso

    As águas estão agitadas, lá,  para os lados do Sambila. O Progresso Associação do Sambizanga, um dos maiores emblemas da capital, pode estar a viver o pior momento da sua existência. Afectado pela crise financeira que a todos aflige, nos dias presentes, há largos meses que está em dívida com relação aos activos, sobretudo, com o pessoal administrativo.

    Ler mais »

  • 03 de Dezembro, 2018

    Uma imagem preocupante

    Assisti a última janela qualificativa ao Mundial da China com imensa preocupação. São raras as vezes que assisti a nossa selecção exibir-se tal como o fez no Pavilhão do Kilamba. Um exemplo mais próximo dessa exibição será a participação de Angola no Afrobasket do Madagáscar, quando a Federação Angolana de Basquetebol inventou colocar no comando um francês que não nos conhecia nem de longe.

    Ler mais »

  • 03 de Dezembro, 2018

    Afinal de quem so as seleces?

    Finalmente Angola lá chega, ao Mundial FIBA de basquetebol sénior masculino.

    Ler mais »

Ver todas »