Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Um exerccio salutar

04 de Janeiro, 2016
A correria que se observa no futebol nesta altura do ano não deixa de ser interessante, com todas curiosidades que ela encerra, ante a expectativa dos adeptos e sócios desta ou daquela agremiação, que querem sempre estar por dentro das coisas que envolvem a pré-época.Transferências de jogadores, contratação de novos treinadores, fim de "casamento" entre jogadores e clubes, são assuntos sempre apaixonantes para quem tem o futebol como modalidade e eleição, temas que tanto em Angola como fora do país acabam por ser demasiado mediáticos, matérias para suculentas peças jornalísticas.

O período de defeso do futebol nacional não implica necessariamente a paragem da actividade dos clubes. Muitos deles, com os objectivos cumpridos no campeonato ou por se sentirem incapazes de alcançarem as metas traçadas, concretamente aqueles que desistiram da corrida para o título quase precocemente, começaram a preparar o Girabola de 2016 ainda no decorrer da prova transacta, e por esta altura já devem ter as coisas alinhavadas para a temporada que se avizinha.

No Kabuscorp do Palanca não há meias palavras e os pronunciamentos de treinadores e dirigentes apontam para a luta pelo título. A agremiação do Palanca mantém o técnico Miller Gomes, que já referiu que todos querem o troféu do próximo Girabola, responsáveis ao mais alto nível, treinadores e atletas.Ideias reforçadas com novas contratações, particularmente de jogadores estrangeiros do Congo Democrático, além de atletas nacionais, que podem ajudar a esquecer a saída do camaronês Albert Meyong, que foi uma das grandes referências do clube nos últimos anos.

No Petro de Luanda, a grande novidade pode ser, certamente, a contratação de um treinador espano-brasileiro, Beto Bianchi, para o lugar de Alexandre Grasseli. O novo timoneiro teve passagem pela Ásia, onde treinou na Indonésia e na Jordânia, mas pela primeira vez tem contacto com o futebol africano, daí a curiosidade dos adeptos petrolíferos que esperam ver a sua equipa a lutar pelo título, para que a agremiação não deixe fugir o espírito ganhador que sempre caracterizou o conjunto.

O campeão Libolo nunca faz alardes das suas contratações, preferindo, ao invés, trabalhar no silêncio, para que não tenha que aturar a concorrência nos seus negócios (contratações), e isso, em parte, tem contribuído para o seu êxito.É evidente que muitas mais movimentações se registam. Nfinda Mozer, que levou o 1º de Maio de regresso ao Girabola permanece na equipa proletária, e o mesmo acontece com Albano César, no Progresso, Kito Ribeiro, no Progresso da Lunda Sul, IvoTraça, Desportivo da Huíla, o que significa que grande parte das equipas intermédias preferiu manter os respectivos técnicos.Atitudes comedidas que podem reflectir um novo pensamento dos seus dirigentes, quando à gestão do futebol das equipas que dirigem.

Últimas Opinies

  • 24 de Agosto, 2019

    O amiguismo na resciso

    O assunto de momento no nosso futebol, convenhamos, é sem dúvidas o desenlace entre a Federação Angolana de Futebol (FAF) e o técnico Srdjan Vasiljevic, em face de algumas situações que vinham acontecendo e que originou que se estalasse o verniz.

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os jogadores aguardaram isso dos dirigentes, para que a motivação crescesse

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    O sonho dos grupos

    Após as vitórias extramuros nas deslocações à Tanzânia e ao Lesotho, o 1º de Agosto e Petro têm, neste fim-de-semana, a oportunidade soberana de confirmarem a qualificação para última eliminatória de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Viemos a público para responder ou esclarecer o que aconteceu.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

Ver todas »