Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Uma visita profcua

13 de Maio, 2017
Uma delegação do Comité Olímpico Internacional (COI) trabalhou até ontem no país, durante aproximadamente 24 horas, para avaliar o estado do desporto nacional e em particular ver que ajuda pode prestar a Angola para um melhor desempenho nos próximos Jogos Olímpicos, com destaque para os de 2020 a se disputarem no Japão.

Encabeçada pelo seu presidente, o dinamarquês Thomas Bach, a delegação integrou outros altos responsáveis daquele organismo e manteve encontros com o Vice-presidente da República, Manuel Domingos Vicente, o ministro da Juventude e Desportos, Albino da Conceição, além de reunir com a Comissão Executiva do Olímpico Angolano (COA).

A visita a Angola permitiu constatar o funcionamento do órgão olímpico nacional e auscultar as principais dificuldades que enfrentam as mais variadas instituições desportivas nacionais para beneficiarem de alguns apoios, quer do ponto de vista de orientação medotológica, quer eventuais apoios financeiros.

A visita, mais uma de um presidente do COI ao nosso país é só mais um sinal da referência de Angola no contexto desportivo olímpico, como fez questão de sublinhar a ex-nadadora olímpica Nádia Cruz, na véspera da vinda de tão ilustre visitante. \"Esta visita é um reconhecimento do trabalho que tem sido desenvolvido pelo Executivo na promoção e massificação do desporto nacional, visto que Angola muitas vezes vai aos campeonatos do mundo e a Jogos Olímpicos em representação do continente africano\".

O Executivo angolano tem feito um grande investimento no desporto e isso não passa despercebido perante as instituições do desporto mundial. Aliás, Thomas Bach também veio agradecer o empenho e apoio directo do Presidente da República no desenvolvimento do desporto em Angola.

Depois de erguer várias infra-estruturas modernas que acolheram competições africanas e mundiais, foram dados outros passos com a aprovação da nova Lei do Desporto e do Regime Jurídico das Associações Desportivas, só para citar estes exemplos, o que demonstra de modo claro a atenção que é dada a este fenómeno social, com consagração expressa na Constituição da República, como um direito reconhecido a todos os cidadãos nacionais.

O presidente do COI presenciou durante a presença em Angola a assinatura de um memorando que engaja o ministério angolano da Juventude e Desporto na execução dos projectos desenvolvidos pelo Comité Olímpico Angolano, o que acentua, pois, o interesse de Angola em melhorar cada vez mais a actividade desportiva nacional, não só na vertente da alta competição mas abrangendo também o desporto escolar e comunitário.

Últimas Opinies

  • 08 de Dezembro, 2018

    O Girabola Zap e as suas quezlias

    O Girabola Zap 2018/2019 aí está. Já soma algumas poucas jornadas e, as coisas fluem normalmente, ainda que com algumas quezílias à mistura, próprias de uma competição desta dimensão.

    Ler mais »

  • 08 de Dezembro, 2018

    Cartas Leitores

    A formação de quadros desportivos é uma prioridade no plano de Desenvolvimento Nacional (PDN) para área dos desportos, em que  se prevê alcançar seis por cento da população inserida no desporto generalizado até 2022.

    Ler mais »

  • 08 de Dezembro, 2018

    Agitao no Progresso

    As águas estão agitadas, lá,  para os lados do Sambila. O Progresso Associação do Sambizanga, um dos maiores emblemas da capital, pode estar a viver o pior momento da sua existência. Afectado pela crise financeira que a todos aflige, nos dias presentes, há largos meses que está em dívida com relação aos activos, sobretudo, com o pessoal administrativo.

    Ler mais »

  • 03 de Dezembro, 2018

    Uma imagem preocupante

    Assisti a última janela qualificativa ao Mundial da China com imensa preocupação. São raras as vezes que assisti a nossa selecção exibir-se tal como o fez no Pavilhão do Kilamba. Um exemplo mais próximo dessa exibição será a participação de Angola no Afrobasket do Madagáscar, quando a Federação Angolana de Basquetebol inventou colocar no comando um francês que não nos conhecia nem de longe.

    Ler mais »

  • 03 de Dezembro, 2018

    Afinal de quem so as seleces?

    Finalmente Angola lá chega, ao Mundial FIBA de basquetebol sénior masculino.

    Ler mais »

Ver todas »