Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Vamos final

02 de Junho, 2015
As tabelas voltam a ser estremecidas e as redes balanceadas a partir de hoje no BIC Basket. A partir de gora começa a última disputa. Ou seja, a final no sistema a melhor de sete jogos, que envolvem as equipas do Recreativo do Libolo e do Petro de Luanda. Ambas deixaram para trás na meia-final o 1º de Agosto e o ASA, respectivamente.

A luta vai ser a doer, porque de um lado vai estar o campeão em título, para quem apenas a revalidação constitui motivo de interesse, do outro, o Petro de Luanda, equipa com um rico palmarés que deseja ultrapassar esse quadro ruim. Os petrolíferos não ganham o campeonato desde 2011, o que é tempo demasiado para uma equipa do seu nível e prestígio. Apurada para a final, é legítimo e compreensível que sonhe com o fim de crise, embora ciente que tal não vai ser uma empreitada fácil, face ao bom momento de forma que atravessa o adversário a enfrentar.

Aliás, as duas equipa tiveram uma prestação a todos os títulos brilhante, na meia-final em que não precisaram de ir para um quarto jogo para resolver a qualificação, ultrapassaram ambas os respectivos adversários pela mesma marca. Ou seja, 3-0 num cruzamento disputado a melhor de cinco jogos. Mas, entretanto, há que avaliar o prestígio de cada uma das equipas eliminadas.

Sem demérito para os petrolíferos, manda o bom senso dizer que a equipa do Cuanza -Sul teve pela frente um adversário mais à altura, pois existe entre si e o 1º de Agosto algum equilíbrio de forças, que não ajudava logo à partida prever quem ia ser quem. Mas no outro cruzamento qualquer observador atento via no Petro a favorita.

Talvez não interesse discutir esse quesito. A própria final vai tratar de mostrar até que ponto as equipas atingiram-na com mérito ou bafejadas pelo capricho do sorteio. Para nós ganhe o Petro ou o Libolo pouco interessa. Interessa que as duas equipas saibam valorizar a final, quem tiver de erguer o troféu que não o faça com tamanha facilidade.

Desde já, foi salutar a meia-final disputada entre Recreativo do Libolo e 1º de Agosto. Embora nos três embates a vitória tenha sorrido à mesma equipa, viu-se um 1º de Agosto determinado, que soube dar luta ao adversário até ao limite. A reduzida diferença pontual nos resultados verificados explica isso mesmo.

Vamos acreditar que as duas equipas vão saber como nos alegrar nos próximos dias, porque desde a fase regular que estão a dar mostras de estar à altura dos objectivos competitivos por que se batem. Com o Girabola a cumprir férias prolongadas (40 dias), o basquetebol pode surgir como alternativa ao convívio desportivo.

Claro está, que não vai ser jogado, como devia ser o Girabola nas outras províncias fora de Luanda. Mas pode o play -off do Bic Basket, através dos meios que a tecnologia hoje permite, levar as emoções a todos que lidam com o desporto. E se tiver equilíbrio melhor ainda. Venha daí a disputa a dois.

Últimas Opinies

  • 15 de Julho, 2019

    O real papel do gestor desportivo

    As funções de um gestor desportivo não são mais do que as funções de um gestor de empresas, adaptadas e ajustadas às particularidades de um clube ou federação desportiva.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Quem explica o desporto angolano?

    O nosso desporto merece um estudo profundo, para se encontrar explicações que justifiquem os resultados que vai tendo.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    No nosso grupo (A),  somos a única selecção (Angola) que tem a sua primeira participação  a este nível. Canadá vai para a sua sétima, Nova Zelândia.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Objectivo falhado

    Angola não conseguiu alcançar o objectivo preconizado no Mundial de Hóquei em Patins, que se disputou em Barcelona, Espanha, acabando por se quedar na sexta posição.

    Ler mais »

  • 13 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    Vamos entrar para o campeonato em cada jogo para ganhar, nós queremos começar bem, com o pé direito. Como sabem, já temos o calendário.

    Ler mais »

Ver todas »