Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Vamos ao trabalho

14 de Novembro, 2017
Confirmada a contratação do norte-americano Wlliams Voigt, para comandar os destinos da selecção de basquetebol sénior masculina, urge passar ao trabalho e aproveitar o tempo que nos separa do começo das eliminatórias ao Campeonato do Mundo, que se disputa no próximo ano na China. Se existia algum impasse, já está ultrapassado. A questão quanto ao substituto de Manuel Silva \"Gi\", já não se põe.
Sabe-se, que a questão financeira está a ser nos últimos tempos um bicho de \"sete cabeças\" para os gestores desportivos, sobretudo, quando tem contratos com técnicos ou atletas estrangeiros. A direcção da FAB revelou-se segura neste aspecto, que permite concluir não ter condicionalismos que obstaculizem o programa que se exige, para que a equipa possa trabalhar dentro do desejo do corpo técnico.
É certo que a situação financeira do país não é salutar no momento presente, mas é importante que quem tenha responsabilidades acrescidas, como é dirigir uma instituição desportiva de grande dimensão, saiba encontrar alternativas para ao menos remediar as situações. A selecção precisa de fazer estágios, de realizar jogos de controlo quando for necessário, e pode ser constrangedor encontrar obstáculos.
O técnico ora contratado, não precisa de provar nada. É por todos conhecido, deu provas bastas da sua maturidade profissional. Mais do que isso, é ambicioso, gosta de desafios, procura vencê-los. Afinal, ele foi só o responsável do fracasso dos hendecacampeões em 2017 como seleccionador da Nigéria, que se sagrava campeã africana.
Porém, é importante reconhecer, que só a vontade e a determinação do técnico não basta. Será, por esta ordem, preciso aliar a esse desejo outros elementos, tais como, as condições técnicas e materiais que permitam um trabalho isento de contratempos. Se trabalhar assim, podemos ter esperanças numa selecção com eficácia e argumentos competitivos, e capaz de encarar os adversários com mais doses de confiança.
De resto, foi divulgada a convocatória para os compromissos em vista, depois veremos qual o comportamento competitivo da equipa.
À partida, fique claro, ninguém mais espera por um basquetebol sofrível, como o da última selecção. Aliás, às selecções muitas vezes não se exigem apenas vitórias, porque o basquetebol é passível de outros resultados. Mas o basquetebol bonito e de toque, que agrade ao público, mesmo na ausência de vitórias. Infelizmente, a selecção dos últimos tempos, nem isso fazia. Não tinha jogo. As debilidade eram enormes. É este quadro que deve ser corrigido.

Últimas Opinies

  • 15 de Outubro, 2018

    Herv Renard basta!

    O País nunca engoliu a saída abrupta do treinador francês Hervê Renard, por falta de pagamento dos seus salários. Para os dirigentes do futebol nacional, deixar um treinador ou jogador com dois ou três meses de salário é normal.

    Ler mais »

  • 15 de Outubro, 2018

    Vamos voltar a ter futebol (fim)

    As contas do MINJUD são contas do Estado e para acompanhar o discurso presidencial é preciso serem auditadas e publicadas, dando assim exemplo aos agentes desportivos, cujos duodécimos o próprio Estado ignora como são realmente aplicados, pois, também os clubes e Associações não cultivam a auditoria das suas contas.

    Ler mais »

  • 15 de Outubro, 2018

    Partido MPLA: corrija o que est mal

    Ao contrário do que muitas pessoas pensam ou chegam até mesmo a defender de que o desporto e a política mais do que intrinsecamente separados, devem estar “legalmente” divorciados, devo estar certo ao afirmar que o desporto e a política, são “irmãos gémeos, porém de pais e mães diferentes”.

    Ler mais »

  • 15 de Outubro, 2018

    Se o Presidente prometeu, venham ento os apoios !

    Julgo que não é para politicar , só é para lembrar. No sábado passado - e isto foi notícia neste jornal, o MPLA teve um encontro com dirigentes desportivos para se projectar  futuro melhor desta área social, porque João Lourenço, enquanto foi candidato do MPLA a Presidente da República, já chegou a ter um encontro alargado com os dirigentes, técnicos, agentes desportivos, atletas e Imprensa desportiva, no Centro de Conferências de Belas, em Luanda.

    Ler mais »

  • 15 de Outubro, 2018

    Citaes

    Sinto uma grande honra de estar à frente destes rapazes, diante de um público como este. Obrigado aos jogadores.

    Ler mais »

Ver todas »