Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Vela olmpica

19 de Janeiro, 2016
Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, representam a manifestação desportiva mundial do ano, que junta os maiores desportistas da actualidade, começam a ganhar corpo a cada dia que passa, principalmente porque em algumas disciplinas desportivas disputam-se provas de qualificação.

Ainda sob um grande clima de suspeição no atletismo, modalidade rainha dos jogos, por causa dos escândalos de corrupção e de doping, com alguns dirigentes da Federação Internacional de Atletismo na mira do forte fogo cruzado, e agora com as denúncias de resultados combinados no ténis, também modalidade olímpica, com alguns dos melhores tenistas mundiais a serem investigados, os Jogos do Rio prometem ser mesmo assim uma grande reunião da família olímpica, na qual os desportistas angolanos vão marcar presença.

Depois do apuramento do andebol feminino, no torneio pré-olímpico disputado em Luanda em que a Selecção Nacional terminou na primeira posição, cumpriu com o objectivo previsto e com a qualificação do nadador Pedro Pinotes, a vela torna-se na terceira modalidade a garantir presença directa nos Jogos Olímpicos.

Os velejadores angolanos, terminaram em segundo lugar, por equipas, no Campeonato Africano realizado na Cidade do Cabo, uma prova ganha pelos anfitriões, mas beneficiaram do facto dos sul-africanos terem o passe para o Rio, antecipadamente, numa outra competição, o que colocou os angolanos na maior cimeira olímpica do ano.

Outras modalidades, ainda estão na corrida, para garantirem o apuramento. O voleibol de praia, medalha de ouro nos Jogos de Brazzaville, está na corrida, bem como o judo, através da atleta Antónia de Fátima que com algumas circuitos internacionais na agenda, pode figurar entre as atletas eleitas para disputar o torneio na respectiva categoria.

Devido a longa costa marítima, Angola tem possibilidades, de potenciar as modalidades aquáticas. Canoagem, vela e remo, apenas para citar estas, têm possibilidades de crescer, se apostar no seu desenvolvimento, em pólos como o Lobito e o Namibe. Particularmente na vela, a qualificação aos Jogos do Rio, é o reconhecimento do trabalho que se faz, que começa na classe de optimist, em que os nossos jovens velejadores mostram o seu talento em provas internacionais.

É certo que ainda há muito trabalho pela frente, mas marcar presença nos jogos ao lado de atletas de nível mundial, vai ser um grande incentivo para os atletas nacionais, particularmente os velejadores, que mais uma vez vão poder mostrar as suas potencialidades ao mundo.

Últimas Opinies

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    A eliminao do Petro e o tal patriotismo

    Terminada a participação Petro de Luanda, na Taça Nelson Mandela, é normal que por esta altura, esteja a ser feita uma profunda reflexão em torno da participação na referida competição africana, nos mais diversos aspectos que ela comporta, sem descorar, portanto, a (des) continuidade do técnico Beto Bianchi, que mais uma vez não conseguiu o troféu de uma competição em que esteve envolvido. 

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Palancas Negras de olhos no Egipto

    A Selecção Nacional de futebol honras, vulgo Palancas Negras, só depende de si para chegar à fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, que vai ser disputado no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Procuramos fazer tudo para vencer o jogo, mas não conseguimos, porque o adversário  (Recreativo do Libolo) foi competente e inteligente, assim como conseguiu aproveitar as nossas falhas defensivas e, em lances de bolas paradas, marcaram os dois golos.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Zebras para domar...

    A Selecção Nacional de futebol de honras, às ordens do sérvio Srdjan Vasiljevic, decide amanhã, em Franciston, Botswana, a qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto acolhe de 19 de Junho a 21 de Julho deste ano.

    Ler mais »

Ver todas »