Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Verdadeira cavalgada

11 de Fevereiro, 2019
Com a vitória de sábado último, sobre o seu principal concorrente, podemos dizer que o 1º de Agosto deu uma boa cavalgada na sua ingente batalha pela revalidação do título. Na verdade, depois deste resultado, as matemáticas do “rubro-negro” ficam mais facilitadas ou isentas de complicadas equações.
É certo que o campeonato só vai a meio, restando ainda uma segunda volta que, em regra, tem muito que se lhe diga. Seja como for, os militares hão-de partir para esta fase mais folgados, ainda que existam, para além do Petro de Luanda, outras equipas que também lhe fazem alguma sombra concorrencial.
Em teoria, o principal concorrente é, sem dúvidas, o “arqui-rival” do Eixo-Viário, por razões sobejamente conhecidas. O Desportivo da Huila, que em abono da verdade vai sendo uma agradável surpresa, pode ter intenções, mas está longe de ser taxado como adversário a altura de fazer finca-pé ao campeão nacional.
Aliás, a segunda volta, que é uma espécie de subida íngreme, pode vir inverter as coisas para algumas equipas, sendo que os huilanos podem, quem sabe, descer alguns lugares na sua ordem classificativa. Podem, é uma condição. Pois, também podem manter o ritmo que vêm evidenciando até ao fim.
A empreitada ficou, realmente, mais complicada para os petrolíferos, para quem o objectivo é único, estando voltado para a conquista do título, na perspectiva de quebrar um jejum, que já vai a caminho de dez anos. Em caso de falhar a presente edição, o rival, caso seja ele a conquistar o título, estará mais próximo do seu recorde.
A diferença que antes era de 15 títulos contra nove, hoje está fixada em 15-12, o que expressa claramente o mau momento que vive o velho papão cá do sítio, uma situação que terá a sua explicação na redução orçamental, que já não permite à direcção fazer o mesmo investimento de outro tempo. Pelo menos é isso que se alega nas hostes do clube.
Mas vamos acreditar, que ainda há metade do campeonato para jogar, e tal como dissemos no começo, o 1º de Agosto apenas facilitou as matemáticas e o Petro complicou-as. Isto não significa que um seja já campeão e o outro tenha jogado a toalha ao tapete. Há muita disputa pela frente, e o Petro pode muito bem recuperar terreno e ir atrás do seu objectivo.
Será, de resto, uma questão de rever bem o que terá estado mal na primeira volta e acertar os detalhes, para um ataque mais eficaz e acertado na segunda volta. A equipa possui argumentos suficientes, para superar eventuais dificuldades que venha encontrar pela frente. Em termos de plantel tem bons valores individuais. É uma questão de saber gerir a crise e lá pode chegar...

Últimas Opinies

  • 19 de Setembro, 2019

    Capitalizar os Capitas

    Está na baila o que adjectivo por “Caso Capita”, que até onde sei envolve a direcção do Clube Desportivo 1º de Agosto, o agente do jogador, a Federação Angolana de Futebol e a família de sangue do referido atleta, que até prova em contrário, ainda está vinculado ao clube militar, que o inscreveu para a presente época futebolística.

    Ler mais »

  • 19 de Setembro, 2019

    Cartas dos Leitores

    Sinto-me bem na província da Lunda-Norte. As pessoas têm sido fantásticas comigo, em todos os aspectos. Têm-me apoiado bastante e, naturalmente, os jogadores, direcção e todos os membros do clube.

    Ler mais »

  • 19 de Setembro, 2019

    Pensamento de Drogba

    Considerando que a vida é feita de sonhos e ambições, é de todo legítimo o pensamento do antigo internacional costa-marfinense Didier Drogba, em traçar como meta das suas ambições, enquanto homem do futebol, a presidência da Federação Costa-marfinense de Futebol.

    Ler mais »

  • 16 de Setembro, 2019

    O lado difcil do marketing desportivo

    "Do jeito que vocês estão a trabalhar, o marketing desportivo em Angola, muito abaixo da linha da cintura, creio que este é o pior momento possível para se apostar no sector”, desabafou um especialista brasileiro, numa conversa mantida recentemente em ambiente reservado, com um pequeno grupo de jovens empreendedores, que "sonham" fazer grandes negócios através do marketing desportivo.

    Ler mais »

  • 16 de Setembro, 2019

    Cartas dos Leitores

    O Sagrada é um clube com carisma, mística e sente-se isso na província, quer no dia-a-dia com os adeptos, quer no contacto com as pessoas.

    Ler mais »

Ver todas »