Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Vitria apertada

12 de Março, 2017
Depois do afastamento do 1º de Agosto, na fase de acesso aos grupos da Liga dos Campeões, a esperança dos angolanos em continuarem a ter uma equipa nas Afrotaças reside nesta formação de Calulo.

É evidente que no futebol, amiúde, uma equipa só joga aquilo que a outra deixa jogar, mas do representante angolano esperava-se mais do que fez no jogo de ontem, pelo menos no que ao resultado diz respeito.

O Libolo, mesmo tendo em conta o facto dos nossos representantes nas competições africanas entrarem sempre com um défice de jogos em relação aos seus adversários, um velho problema que vem sempre à tona todos os anos, foi a única angolana que no período da pré-época usufruíu de um estágio fora do país, no qual fez jogos, mesmo amigáveis, com resultados algo promissores.

Esperava-se, por isso, que nesta sua entrada na Taça Confederação as coisas fluíssem normalmente, para que pudesse encurtar o caminho para a eliminatória seguinte, após ter ficado isento de disputar qualquer preliminar.

Não aconteceu, porque os libolenses vão partir para Harare com uma vantagem que poderia ser mais dilatada, para melhor lhe resguardar na segunda-mão. É certo que uma vitória é sempre uma vitória, e que caberá ao adversário correr atrás do resultado para tentar inverter as coisas, quando jogar na condição de visitado.

Contudo, um resultado mais conseguido em Calulo sempre poderia facilitar a vida ao conjunto libolense, que deveria tirar melhor partido do factor casa. O seu adversário de ontem, está engajado na segunda eliminatória, depois de na primeira ter deixado para trás o representante das Ilhas Maurícias, resolvendo a eliminatória em casa, e é com esse espírito que vai receber o Libolo, sabendo que o resultado conseguido fora de casa, mesmo desfavorável, é contornável.

Fazer bem o trabalho de casa é essencial nestes jogos a eliminar, quando se tem de suportar a pressão de jogar em casa alheia.

Para o Libolo é bom estar em vantagem, e conseguir manter esse adiamento no eliminatória será o seu grande desafio, quando deixar o seu local habitual de permanência para decidir a sua continuidade na competição, já no próximo sábado.

Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »