Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Voltaram as emoes

12 de Fevereiro, 2018
As grandes emoções do futebol voltaram às quadras, com a disputa no fim-de-semana da primeira jornada do campeonato nacional de futebol da primeira divisão, o nosso apetecível Girabola. Os jogos disputados ainda não permitem a nenhum analista uma visão exacta sobre o que possa vir a ser nas próximas jornadas.
Mas não é isso, que por ora interessa aos amantes do futebol. Interessa é saber que foi vencido o defeso, que compreendeu perto de três meses, e que já podem reganhar os caminhos que dão aos recintos de futebol para ver evoluir as suas equipas, aplaudi-las e ajudá-las na conquista das respectivas metas.
É a bem dizer, um ritual que acontece todos os anos, desde que 1979 que se deu início à competição, que indubitavelmente é a mais importante do calendários desportivo angolano, sem demérito a outros desportos, que à sua maneira emprestam ânimo e vigor à vida desportiva nacional. É que o futebol é o rei, daí a primazia.
Entretanto, a prova começou de maneira que pode não ser a mais agradável para alguns amantes do futebol. De referir a ausência das equipas do Petro de Luanda e do 1º de Agosto, que face aos compromissos internacionais viram adiados os respectivos jogos da jornada inaugural. Contudo, é um mal menor.
As equipas que entraram em campo fizeram o que lhes competia, e diga-se que acabaram por valorizar a jornada, disputada sem quaisquer constrangimentos. Ao menos, não se repetiram os acontecimentos da edição passada, que marcaram o Estádio 4 de Janeiro, no Uíge, o arranque do campeonato. Desta vez, correu tudo à preceito.
Espera-se, entretanto, que as equipas estejam em condições de corresponder às exigências da Federação Angolana de Futebol, quanto à velocidade a imprimir na disputa da presente edição, que vai ser seguramente a mais curta das 40 já disputadas, dada a reprogramação que se pretende ao período inicial doravante.
Alguém, atento à evolução do campeonato, pode dizer e com alguma razão, que o primeiro Girabola também foi curto. Certo. Mas esse foi disputado em moldes diferentes. Foi em regime de séries, que facilita a gestão do tempo.
Portanto, há a necessidade das equipas se apresentarem sempre em condições nas jornadas seguidas, umas das outras.
De resto e para alegria das massas, aí temos de volta o campeonato, para ser vivido com redobrada emoção, e mais do que isso, com elevado espírito de fair-play.
Afinal o desporto é festa e alegria, não têm cabimento acções de violência ou que belisquem os interesses de uns em favor de outros. Vivamos, então, as emoções da maior manifestação do nosso desporto...

Últimas Opinies

  • 15 de Outubro, 2018

    Herv Renard basta!

    O País nunca engoliu a saída abrupta do treinador francês Hervê Renard, por falta de pagamento dos seus salários. Para os dirigentes do futebol nacional, deixar um treinador ou jogador com dois ou três meses de salário é normal.

    Ler mais »

  • 15 de Outubro, 2018

    Vamos voltar a ter futebol (fim)

    As contas do MINJUD são contas do Estado e para acompanhar o discurso presidencial é preciso serem auditadas e publicadas, dando assim exemplo aos agentes desportivos, cujos duodécimos o próprio Estado ignora como são realmente aplicados, pois, também os clubes e Associações não cultivam a auditoria das suas contas.

    Ler mais »

  • 15 de Outubro, 2018

    Partido MPLA: corrija o que est mal

    Ao contrário do que muitas pessoas pensam ou chegam até mesmo a defender de que o desporto e a política mais do que intrinsecamente separados, devem estar “legalmente” divorciados, devo estar certo ao afirmar que o desporto e a política, são “irmãos gémeos, porém de pais e mães diferentes”.

    Ler mais »

  • 15 de Outubro, 2018

    Se o Presidente prometeu, venham ento os apoios !

    Julgo que não é para politicar , só é para lembrar. No sábado passado - e isto foi notícia neste jornal, o MPLA teve um encontro com dirigentes desportivos para se projectar  futuro melhor desta área social, porque João Lourenço, enquanto foi candidato do MPLA a Presidente da República, já chegou a ter um encontro alargado com os dirigentes, técnicos, agentes desportivos, atletas e Imprensa desportiva, no Centro de Conferências de Belas, em Luanda.

    Ler mais »

  • 15 de Outubro, 2018

    Citaes

    Sinto uma grande honra de estar à frente destes rapazes, diante de um público como este. Obrigado aos jogadores.

    Ler mais »

Ver todas »