Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

de ,
A Associação de Imprensa Desportiva de Angola (AIDA) volta a reunir-se hoje, às 9h00, no Centro de Formação de Jornalistas (CEFOJOR), para abordar o tema \'Narração Desportiva: o papel do narrador e do repórter\' e tem como orador o radialista Cristiano Barros.
Aberto para todos os profissionais dos distintos órgãos de informação, o mote foi escolhido a propósito da data que assinala o quadragésimo quarto aniversário da Rádio Nacional de Angola, onde o jornalista exerce a função de locutor. Cristiano Barros tem passagens pela Rádio Ecclésia e Luanda Antena Comercial (LAC).
No último dia 21 de Setembro, o jornalista e professor Universitário Carlos Calongo dissertou sobre o “Dilema do jornalista: furo ou fonte”. O catedrático começou por definir os dois conceitos e chamou a atenção sobre a necessidade de o periodista preservar a fonte. De igual modo, fez uma incursão sobre a ética, o interesse público e o furo jornalístico.
“Pode-se fazer o jornalismo sem furo, mas nunca haverá sem fonte. É importante cumprir o acordo feito com a fonte sob pena de a perder. O furo deve ser o ponto de partida e nunca a matriz da notícia”, aclarou Carlos Calongo.
No encontro anterior, o tema “Ir à reboque das fontes” foi abordado pelo jornalista Pedro da Ressurreição, da Angop. É um profissional com mais de três décadas de experiência.
A associação, que congrega jornalistas especializados na área desportiva em Angola, foi fundada no dia 1 de Fevereiro de 1997 e é presidida por António Ferreira “Aleluia”. Tem como secretário-geral Silva Candembo.
Jornalistas não filiados a AIDA que eventualmente pretendam fazer parte da \"família\" estão convidados a comparecer nesta \"oração de sapiência\".

Últimas Opinies

  • 14 de Outubro, 2019

    Objectivo alcanado

    Terminou na passada sexta-feira, em Benguela, o Campeonato Africano de futebol para amputados, que durante dias a fio juntou naquela cidade do litoral angolano seis países, sendo cada qual com a sua capacidade competitiva, com a sua ambição e com a sua meta estabelecida no certame.

    Ler mais »

  • 14 de Outubro, 2019

    Mais um campeonato sem clima de Girabola!

    Já se tornou costume dizer-se, que os campeonatos de futebol da primeira divisão, não importa o país em que se realiza, devem dar aos prosélitos e amantes do futebol o que eles mais querem ver.

    Ler mais »

  • 14 de Outubro, 2019

    Devolver o basquetebol aos seus

    Ver um clássico do basquetebol nacional hoje as vezes dói. Continua a ter alguns bons executantes é verdade. Carlos Morais,Valdelicio, Armando Costa e uns poucos são ainda os tais que nos mantém nos sofás.

    Ler mais »

  • 12 de Outubro, 2019

    Os nossos embaixadores e a lotaria da Champions

    Há quase 40 anos a participar nas provas da Confederação Africana de Futebol (CAF), nesta época, pela primeira vez na história, o desporto-rei no país testemunha a presença simultânea de duas equipas angolanas na fase de grupos da maior prova de clubes continental.

     

    Ler mais »

  • 12 de Outubro, 2019

    possvel o 1 de Agosto e o Petro chegarem l!

    A entrada dos dois colossos do futebol angolano, para a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos, é um feito transcendente e que pode despoletar outros benefícios mil, se tivermos em conta toda a avalanche de interesses que encarna as hostes de um e de outro que, decididamente, partem em busca da conquista da África do futebol.

    Ler mais »

Ver todas »