Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas de Leitores

06 de Setembro, 2015
Embora o Recreativo do Libolo esteja na “pole position” para revalidar o título, mais três formações podem atingir o topo da classificação, não obstante uma depender do desempenho da outra. Estes indicadores provam que temos um campeonato muito equilibrado."
Ekrem Asma, treinador da Académica do Lobito.

O país tem bons jogadores e os que foram convocados são as opções do treinador e devemos respeitar este princípio. Sei que os jogadores nos garantem confiança para lutarem por um resultado positivo."
Napoleão Brandão, antigo guarda-redes dos Palancas.

"Não há um campeonato em Angola para esta categoria (Sub-23). O torneio promovido pela Fesa vem colmatar a ausência de uma competição que outras instituições de direito deviam organizar no quadro da sustentação da principal selecção."
Benjamin Avô, antigo base do Petro de Luanda.

Estamos aqui para vencer. Não precisamos disso (fornecer motor para a Red Bull); não há nenhum benefício financeiro. Se queremos vencer campeonatos, provavelmente não é uma boa ideia. A Red Bull é uma grande equipa e é como dar o nosso motor à Ferrari."
Lweis Hamilton, piloto da Mercedes.


A PERGUNTA DO DIA
Qual deve ser a filosofia de jogo dos Palancas Negras hoje diante do Madagáscar, para a segunda jornada do Grupo B de acesso ao CAN-2017?


A equipa nacional procurou durante as sessões de treinos realizados para "operação Madagáscar", trabalhar de forma afincada com um único objectivo, que é vencer no reduto alheio. E é com este espírito vitorioso que esperamos vencer a partida para mantermos a liderança do grupo. Manuel Monteiro, estudante.

O seleccionador nacional, Romeu Catato Filemon, é um profissional incansável no que toca a melhoria da prestação da equipa. Com humildade e responsabilidade tem sabido projectar os Palancas para uma nova era, com a renovação do plantel e mentalizar os jogadores de um espírito de vitória. Silva Albino, estudante.

A filosofia de jogo deve ser arma do sucesso da equipa técnica nacional para a vitória desta tarde. Temos de ter uma filosofia que nos permita ultrapassar o adversário em sua casa. Portanto, penso que temos apenas de acreditar na competência do grupo, isto é desde os treinadores, jogadores e os dirigentes que se encontram em Antananarivo. Bruno Miguel, estudante.


AVALIAÇÃO JD

GONÇALVES MUANDUMBA
Ministro da Juventude e Desportos - Positivo

Numa altura em que o país procura formas de sair da crise financeira através de mecanismos de diversificação da economia, a posição defendida pelo ministro Muandumba de afastar a candidatura de Angola na organização dos próximos Jogos Africanos é aceitável. Sendo o momento de contenção, é preciso ponderar algumas decisões.


PAULO MADEIRA
Presidente da FAB - Negativo

Apesar da crise, a direcção da FAB não deu um tratamento igual às selecções seniores masculinas de basquetebol. A masculina beneficiou de um estágio em Espanha antes do Afrobasket, e a feminina que este mês também vai defender o título nos Camarões não teve o mesmo tratamento. Quais foram os critérios para esta actuação díspar, senhor presidente?

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »