Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do leitor

01 de Setembro, 2013
Paulo António-Luanda
Campeãs de andebol=
As minhas saudações aos trabalhadores do Jornal dos Desportos. Escrevo para esse espaço dos leitores para manifestar a minha satisfação pela vitória de Angola no Africano de cadetes de andebol que decorreu no Congo Brazzaville. Esse triunfo leva-me a crer que o nosso andebol vai continuar a “dar cartas” durante muito tempo em África, pois as selecções juvenis são sempre o viveiro para a selecção principal. Ao nível dos seniores as angolanas continuam sem opositoras, embora os outros países tudo façam para roubar a hegemonia ao nosso seleccionado. Vencer o “africano” significa que temos andebol para o futuro, e agora espero é que as nossas jogadoras juniores possam, também, erguer o troféu no campeonato que tem lugar no mesmo país. As nossas meninas merecem o nosso respeito, pois souberam, mais uma vez, dignificar o nome de Angola e honrar a Bandeira Nacional.


Rómulo Pereira,-Luanda
Academia de Futebol=
O Presidente da República, engenheiro José Eduardo dos Santos, tem sido o apoiante número um do desporto nacional em todas as modalidades. O facto de ser o patrono da Academia de Futebol de Angola (AFA) inaugurada em Luanda é mais uma prova disso. O futebol angolano pode assim ter nos próximos tempos novos talentos com conhecimentos do ABC do futebol, porque os nossos jovens vão aprender, desde muito cedo, tudo sobre a ciência desportiva, particularmente do futebol. Acredito que dentro de um ciclo de dez-quinze anos já tenhamos frutos deste investimento desportivo que vai servir os angolanos em toda a sua plenitude. Acredito que com acções como esta o futebol vai dar novos saltos porque vamos ter, certamente, modelos de organização inovadores que todos os agentes ligados à modalidade hão-de poder abraçar.

Miguel Alfredo- Luanda
Paragens no Girabola=
Sei que os treinadores fazem a planificação das suas equipas para os objectivos que pretendem, daí que alguns deles, às vezes, se manifestem contra algumas paragens que se verificam no nosso campeonato principal de futebol. Mas temos de ter em conta que muitas paragens acontecem em função da programação do organismo reitor do futebol no continente, a CAF, conforme já foi justificado pela Federação Angolana de Futebol. Temos de ter em conta que os compromissos da Selecção Nacional não podem ser adiados, pelo que os técnicos, mesmo a contragosto, devem adaptar a sua programação a tudo aquilo que os Palancas Negras fazem. Gostei da posição do treinador do Sagrada Esperança, António Caldas, quando, ao abordar essa questão, pediu compreensão aos seus colegas. Os treinadores das nossas equipas devem facilitar a vida da Selecção Nacional e não criar dificuldades na sua preparação.

Últimas Opinies

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    A eliminao do Petro e o tal patriotismo

    Terminada a participação Petro de Luanda, na Taça Nelson Mandela, é normal que por esta altura, esteja a ser feita uma profunda reflexão em torno da participação na referida competição africana, nos mais diversos aspectos que ela comporta, sem descorar, portanto, a (des) continuidade do técnico Beto Bianchi, que mais uma vez não conseguiu o troféu de uma competição em que esteve envolvido. 

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Palancas Negras de olhos no Egipto

    A Selecção Nacional de futebol honras, vulgo Palancas Negras, só depende de si para chegar à fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, que vai ser disputado no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Procuramos fazer tudo para vencer o jogo, mas não conseguimos, porque o adversário  (Recreativo do Libolo) foi competente e inteligente, assim como conseguiu aproveitar as nossas falhas defensivas e, em lances de bolas paradas, marcaram os dois golos.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Zebras para domar...

    A Selecção Nacional de futebol de honras, às ordens do sérvio Srdjan Vasiljevic, decide amanhã, em Franciston, Botswana, a qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto acolhe de 19 de Junho a 21 de Julho deste ano.

    Ler mais »

Ver todas »