Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do leitor

07 de Setembro, 2013
GASPAR ANDRADE-Luanda
Animação no apuramento ao Girabola
= Estou a gostar da forma como o campeonato de apuramento para o Girabola está a ser disputado. Tenho verificado uma grande entrega dos participantes que aspiram subir à prova maior do futebol nacional. Cabinda, por exemplo, é uma província com boas condições para a prática do futebol, com bons campos, mas, infelizmente, não tem nenhuma equipa no Girabola. Pela Huíla, o Benfica é a equipa que pode subir de categoria, falando-se o mesmo do Nacional de Benguela ou Académica do Lobito. Estas, para mim, parecem-me ser as formações com vontade de regressar ao Girabola. Mas, por aquilo que tenho visto, isso não chega. Em cada jornada há sempre surpresas, pelo que os principais favoritos têm de aplicar-se a fundo para lograrem a qualificação. Tenho pena das equipas do Uíge que, pelos vistos, não têm ainda tarimba para voltar à primeira divisão, pelo que a província pode continuar silenciada no Girabola. O Petro do Huambo, depois de cumprir um período de aposta nos escalões de formação, também aposta forte em regressar à fina-flor..

DOMINGOS AFONSO-Luanda
Palancas Negras na Tundavala
= Por aquilo que li no Jornal dos Desportos os Palancas Negras podem conseguir um bom resultado no sábado (hoje) na Huíla contra a Libéria e, em face disso, criar condições para ir pensando já nos próximos compromissos, sendo um deles o apuramento para o CAN de Marrocos. A nossa selecção está em fase de renovação mas, de acordo com o que sabemos, os liberianos estão numa situação igual à nossa, pelo que podemos perfeitamente aproveitar esse clima para construir um bom resultado. É verdade que, mesmo em crise, os Palancas Negras, a jogar em casa, vão tentar superar a Libéria. Pensamos que o facto de os nossos jogadores estarem com o moral baixo em face do recente afastamento do CHAN de 2014 não deve ser um dado negativo que leve a entrar para o campo sem objectivos. O jogo já não conta para nada, mas ainda assim não deixa de ser jogo e há que encará-lo com seriedade e espírito competitivo.

MIGUEL AGOSTINO-Luanda
Optimismo de Miller Gomes=
Gostei da posição do técnico Miller Gomes, quando anunciou que o Petro continuava na luta pela passagem às meias-finais da Liga dos Campeões apesar de uma classificação não muito famosa. É assim que se fala, pois o treinador de uma equipa com a dimensão do Recreativo do Libolo, bi-campeão nacional, não pode atirar a toalha ao chão..

Últimas Opinies

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Corrigir o mal no futebol (I)

    A semana passada terminei o artigo com a seguinte sentença: “(…) é importante mudar de estratégia

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Mais um falso arranque do Interclube

    Para o desalento dos prosélitos do futebol sénior masculino, as cortinas do Girabola Zap, versão 2019/20, foram descerradas com máculas na jornada inaugural que, mais uma vez, põem em causa a capacidade organizativa da Federação Angolana de Futebol (FAF), que parece apostada numa competição em que é premiada a instituição que mais erros comete ao longo do “consulado”.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O pas dos amigalhaos

    Foi recentemente anunciada a rescisão contratual do treinador Srdjan Vasilevic com a Federação Angolana de Futebol.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

Ver todas »