Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do leitor

13 de Setembro, 2013
FERRAZ QUINTINO-LIBOLO
Hipóteses do Libolo=
As minhas saudações. Antes de entrar no assunto para o qual me propus, devo dizer que o JD nem sempre chega a nosso município. A minha sorte é que tenho família no Sumbe e manda-me o jornal. Leio e ofereço depois a outros colegas da minha turma e vizinhos.
Mas o importante desta minha carta tem a ver com o jogo do Libolo na Tunísia. Será um jogo do tudo ou nada, face à classificação da equipa no seu grupo. O seu desejo é chegar à próxima fase, no caso as meias-finais, mas não será fácil. Vencer em Tunes é bastante difícil. Também porque, em caso de vitória, o Esperance garante o passaporte para a próxima fase. O empate diante do Coton Sport, em Calulo, terá hipotecado as pretensões da nossa equipa. O nosso apoio foi infrutífero. Acumulámos já duas derrotas e um empate, resultados que complicaram as contas da equipa para chegar à próxima fase. Mas vamos acreditar que podemos vencer o Esperance de Tunes em sua própria casa. A vitória pode dar ao Libolo outra confiança, já que defronta o Sewe Sport da Costa do Marfim, em casa, na última jornada. Vamos todos acreditar.


PEMBELE ZINGA-LUANDA
Palanca em festa=
A vitória sobre o Benfica de Luanda, na passada quarta-feira, foi bem festejada no bairro Palanca, sede do Kabuscorp. Vencemos e aproveitámos mais um deslize do 1º de Agosto que empatou com o Progresso. É verdade que as coisas continuam abertas no Girabola no que diz respeito ao título, apesar do grande avanço do Kabuscorp, que tem agora mais doze pontos que a equipa do rio seco. O Kabuscorp não precisa de ganhar todos os jogos para chegar ao título, mas, para o fazer, tem de garantir ainda alguns pontos. Estamos bem lançados no que ao título diz respeito. Na vida tudo é possível, mas não acredito que o 1º de Agosto e mesmo o Bravos do Maquis, tenham argumentos para desalojar o Kabuscorp da liderança.

JOÃO FORTUNATO-NAMIBE
Os nossos dirigentes=
O dirigismo desportivo deve ter virado hoje um negócio muito lucrativo. Esta é a ideia que faço em função da peleja que venho acompanhando na liderança de alguns clubes e federações desportivas. Posso ser incompreendido, mas digo mesmo que as fraudes eleitorais e os maus perdedores também já chegaram ao desporto. Não é pouca a disputa a que assistimos quando chega a hora de eleições, chegando-se mesmo a ponto de envolver tribunais para pacificar alguns casos. Mas entendo que, sendo o desporto uma ciência em que se recomenda muito “fair play”.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »