Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do Leitor

26 de Setembro, 2013
Júlio Felix - Luanda
Basquetebol de luxo em Maputo-
Saudações desportivas a todos. Estou a acompanhar com muito interesse o Campeonato Africano de Basquetebol em seniores femininos que decorre em Maputo, capital moçambicana. Permitam-me dizer que este é um campeonato super-interessante, com a Selecção Nacional a dar mostras de muita maturidade competitiva. A selecção teve muita determinação para chegar até onde chegou, pois conheceu jogos difíceis, tal como foi com o Quénia e com os Camarões. Estou na expectativa de que Angola pode chegar à revalidação do título continental, pese embora a disputa que está a conhecer de outras selecções que também trabalham para ganhar a competição. Como amante do desporto, penso que depois da conquista do “Africano” de Antananarivo em Sub-17 na classe masculina e ainda dos seniores também na classe masculina em Maputo, a vitória das senhoras seria ouro sobre azul. Penso que não estarei a pedir demais, sobretudo reconhecendo o forte investimento feito pela Federação Angolana de Basquetebol para potenciar as selecções nacionais.

Manuel Azevedo – Luanda
Petro perde chama de outrora-
Chamo-me Manuel Azevedo, adepto do Petro Atlético de Luanda. É a primeira vez que escrevo para este espaço do Jornal dos Desportos, para manifestar a minha indignação com a equipa principal de futebol. Tenho notado que o Petro perdeu um pouco daquela combatividade que teve no passado e só assim se explica que esteja a passar este tempo todo sem ganhar um campeonato nacional. Depois de ter terminado a época passada com a conquista da Taça de Angola e aberto a presente com a vitória na Supertaça, era suposto que tivesse ultrapassado a má fase e voltasse a ser aquele Petro que já nos deu muitas alegrias. Infelizmente, a equipa não está a ser bem sucedida.

André Quintino - Luanda
Sporting de Cabinda espreita o “Gira”-
O Sporting de Cabinda está de vento em popa no campeonato nacional de futebol da segunda divisão, qualificativo para o próximo Girabola. Os adeptos do clube verde-e-branco de Cabinda e os cabindenses em particular, estão satisfeitos com a prestação da equipa e sobretudo com a possibilidade da sua subida à primeira divisão. A ausência da província na maior prova do futebol nacional não sido bem digerida pelo público cabindense. Afinal, a província ganhou uma infra-estrutura futebolística que não tem sido muito bem explorada.

Últimas Opinies

  • 17 de Agosto, 2019

    Girabola Zap periclitante

    A festa do futebol está de regresso. Com o retorno do Campeonato Nacional da I Divisão, vulgo Girabola Zap 2019/2020, a alegria do povo volta à ribalta e com ela a euforia, a competitividade.

    Ler mais »

  • 17 de Agosto, 2019

    De volta a febre pelo futebol!...

    Para a alegria dos seus aficionados, está de regresso a maior festa futebol nacional, o Girabola Zap. Uma prova que inflama paixões e leva alegria para os vários estádios espalhados pelo país.

    Ler mais »

  • 17 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estamos mais preocupados com a integração dos novos atletas  e perceber qual o momento desportivo e a partir daqui,  entrar numa outra fase de desenvolvimento e novamente.

    Ler mais »

  • 17 de Agosto, 2019

    Baptismo do Wiliete

    Depois da abertura ontem da 42ª edição do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, vulgo Girabola Zap, com o jogo Clube Desportivo da Huíla (CDH) - FC Bravos do Maquis.

    Ler mais »

  • 15 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Se até agora estivéssemos com as estratégias todas consolidadas, com os atletas em boa forma física e excelente dinâmica, podia também nalguns casos.

    Ler mais »

Ver todas »