Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do Leitor

25 de Dezembro, 2014
Na época passada conseguimos o segundo lugar na competição, este ano ambicionamos conquistar o campeonato. Por isso, fizemos fortes investimentos na contratação de jogadores, que nos dão garantias para as nossas ambições
Bento Kangamba, presidente do Kabuscorp do Palanca

Qualquer jogador alimenta o sonho de um dia representar a Selecção Nacional. Eu também tenho esse desejo. Possuo capacidade e acredito que posso chegar lá, desde que continue a trabalhar com muita dedicação
Chora , novo jogador do Progresso Sambizanga

Já existem no país várias motorizadas e pilotos com os requisitos para essa competição. Ficamos satisfeitos pela grande adesão de jovens que pretendem inscrever-se. Não temos dúvidas de que a categoria Supermoto vem enriquecer o motociclismo nacional
Sandro Carvalho , piloto angolano de automobilismo

Este foi um ano para esquecer, não discuto isso. Por favor, vamos falar do futuro porque este ano foi um enorme desastre para a Ferrari (...)Vencer dois Grandes Prémios seria um sucesso, obter três vitórias seria um triunfo, e quatro, o paraíso
Sergio Marchionne, presidente da Escuderia Ferrari

PERGUNTA DO DIA
A província de Benguela está preparada para realizar o Campeonato do Mundo de Pesca Desportiva, no próximo ano?


Acredito que sim, a província de Benguela tem um desenvolvimento aceitável e reúne condições para albergar o Campeonato do Mundo de Pesca Desportiva. Esperamos que o governo local em colaboração com o Ministério da Juventude e Desportos possam honrar o bom nome do país
Daniel Pena, funcionário privado

Benguela e em particular o município portuário do Lobito têm tradição com actividades ligadas à pesca desportiva. Assim, estou em crer que este Mundial que o país vai acolher deve ser um êxito total. Portanto, vamos esperar que as condições estejam criadas para que tudo corra da melhor maneira
Mauro Ferreira, motoqueiro

Sinceramente, pouco ou nada sei acerca deste evento de carácter mundial, mas pela experiência do nosso país em termos de organização de eventos desportivos, posso prever um bom campeonato, tal como foram o mundial de hóquei, os CAN de futebol, basquetebol e andebol
Joaquim Manuel, estudante

Avaliação JD

ANTÓNIO MUACHILELA Director do CDI do Minjud-Positivo=Fruto da sua condição de jornalista, o director do Centro de Documentação e Informação do Ministério da Juventude e Desportos não mediu esforços no ano que está a terminar para municiar os colegas com informações sobre as actividades do seu pelouro. Através de comunicados, email, telefone e outros deu o seu jeito.

NANDO JORDÃO Presidente do CT da FAF-Negativo=O Conselho Técnico da Federação Angolana de Futebol (FAF), comandada por Nando Jordão, pode poupar esforços do 1º de Maio de Benguela na sua luta contra o Interclube. Um pedido de desculpas, reconhecer que errou, talvez fosse suficiente para inibir os proletários nessa disputa. Haja fair play.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »