Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do Leitor

28 de Agosto, 2013
Pedro António | Benguela
Apoio aos Palancas >
Fiquei satisfeito com o facto de a Federação Angolana de Futebol (FAF) ter indicado a minha cidade para receber o jogo entre Angola e Moçambique no dia 31 deste mês relativo à última eliminatória para acesso à fase final do CHAN que vai ter lugar aqui próximo, na África do Sul. Os nossos Palancas Negras podem, desde já, estar cientes de que da parte dos benguelenses vão ter todo o apoio, pois todos nós gostamos de ver a nossa selecção a evoluir nos nossos estádios. Sei que as exibições dos Palancas Negras têm sido muito criticadas, em função dos resultados e de algumas opções do seleccionador nacional, mas tudo isso deve ser minimizado porque o mais importante é Angola conseguir a qualificação. Vamos jogar em nossa casa e aí o apoio do público tem de ser determinante, para que não aconteça o que vimos recentemente, com a equipa nacional a ser apupada pelos seus próprios adeptos. O jogo é de extrema importância para as duas selecções mas temos de tirar partido do factor casa. Ir à fase final da competição é importante para os nossos jogadores porque aumenta a sua auto-estima.


Rosário Afonso| Luanda
O nosso Mundial>
Angola e África têm pela primeira vez um mundial de hóquei em patins no seu solo. Gostei da forma como os convidados ao troféu Zé Du elogiaram a organização do torneio de Malange que foi a antecâmara do campeonato do mundo. Isso deu-nos a certeza de que estamos no bom caminho porque o objectivo é termos um mundial exemplar, onde todos se sintam bem com a nossa hospitalidade, e os jogadores possam mostrar o seu hóquei da melhor forma. Estamos todos ansiosos para que chegue o dia do início da competição que vai envolver a juventude, de forma particular, e todos os angolanos, na generalidade.


Custódio Figueiredo| LDA
Falta de dinheiro>
Li no Jornal dos Desportos que o Atlético do Namibe começa a ver a sua situação financeira mais desafogada, em função do apoio que o patrocinador ou patrocinadores começaram a dar em termos financeiros. É uma boa notícia porque a direcção pode começar a honrar os compromissos com os jogadores, mas o que me deixa preocupado é se a equipa mesmo assim vai conseguir recuperar os pontos perdidos até ao momento para conseguir manter-se no Girabola. Julgo que pelas condições que têm os namibenses eles não merecem ficar sem futebol de primeira água, pelo que vai ser determinante o engajamento de todos aqueles que estão ligados ao clube. Não devem olhar para trás mas sim pensar no que devem fazer para manter a equipa entre os grandes do futebol nacional.
O Namibe precisa de futebol de primeira água para alegria das suas gentes.

Últimas Opinies

  • 15 de Julho, 2019

    O real papel do gestor desportivo

    As funções de um gestor desportivo não são mais do que as funções de um gestor de empresas, adaptadas e ajustadas às particularidades de um clube ou federação desportiva.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Quem explica o desporto angolano?

    O nosso desporto merece um estudo profundo, para se encontrar explicações que justifiquem os resultados que vai tendo.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    No nosso grupo (A),  somos a única selecção (Angola) que tem a sua primeira participação  a este nível. Canadá vai para a sua sétima, Nova Zelândia.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Objectivo falhado

    Angola não conseguiu alcançar o objectivo preconizado no Mundial de Hóquei em Patins, que se disputou em Barcelona, Espanha, acabando por se quedar na sexta posição.

    Ler mais »

  • 13 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    Vamos entrar para o campeonato em cada jogo para ganhar, nós queremos começar bem, com o pé direito. Como sabem, já temos o calendário.

    Ler mais »

Ver todas »