Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitores

24 de Outubro, 2015
Tivemos inscrições acima dos 35 candidatos o que demonstra afinal que os nossos treinadores estão preocupados cada vez mais em aumentar os seus conhecimentos. A FAB vai continuar a promover acções formativas não apenas para os treinadores assim como para árbitros e oficiais de mesa.
Tomy Sofrimento, secretário geral da FAB

Estou disponível para jogar onde o treinador quiser, contudo, o mais importante para mim é ajudar a selecção a qualificar-se. A nossa motivação é muita alta, este é daqueles jogos em que todos querem ser titular, cada um de nós está a tentar fazer à sua parte para ser escolhido no dia do jogo.
EDDIE, jogador dos Palancas Negras

Jogar um ATP 500, no saibro, no início da temporada é muito bom para o meu jogo. Desenvolvi uma relação especial com o público brasileiro nos últimos dois anos e adoro voltar para o Brasil para jogar diante dos fãs que me recebem tão bem na Cidade Maravilhosa.
RAFAEL NADAL, tenista espanhol

Mesmo não tendo chegado a consenso com o ex-treinador, ainda assim o processo para a sua sucessão não tão simples quanto pareça. Temos de obedecer a várias regras, fazendo chegar alguns documentos essenciais ao sócio fundador. Mas é nossa intenção encerrar este dossier quanto antes.
Tomás Faria, presidente do Petro de Luanda

A PERGUNTA DO DIA
Que postura deve ter o 12º jogador hoje no estádio 11 de Novembro, durante o jogo da segunda-mão com a África do Sul?


A massa associativa nacional, depois do desafio da primeira-mão, em que a Selecção conseguiu vencer por 2-0, promete emprestar o seu calor para apoiar a equipa em campo. Esta por sua vez , deve procurar corresponde e honrar as cores da bandeira nacional. Patrick Kassungo, funcionário público

A nação mesmo sabendo que não será um jogo fácil, ainda assim está super empolgada para juntos gritarmos força "Palancas Negras", em pleno estádio Nacional 11 de Novembro. Esta convicção vitoriosa está segura, tendo em conta o triunfo alcançado na primeira-mão em Joanesburgo. Figueira Pedro, relações públicas

A presença massiva do 12º jogador durante os noventa minutos da partida é fundamental para voltarmos a erguer o cântico de vitória, diante da Selecção da África do Sul. Somos capazes de assim o fazer em nossa casa. Fernando Pedro, gestor de contratos


AVALIAÇÃO JD
TOMÁS FARIA
Presidente do Petro=Positivo

Em tudo na vida particular ou profissional se exige sempre uma definição de prioridades. Na conferência de imprensa do Petro de Luanda, o presidente de direcção definiu futebol, basquetebol e andebol como as modalidades-chaves, aquelas que devem concentrar maior atenção nos próximos tempos. Nada mau...

BENTO KANGAMBA
Presidente do Kabuscorp=Negativo

Há rumores de haver alguma degradação da saúde financeira da popular agremiação do Palanca. Anunciada saída massiva de jogadores de referência, entre os quais o camaronês Albert Meyong pode ser a confirmação da informação. Por este andar talvez faça todo sentido perguntar que Kabuscorp teremos em 2016

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »