Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitores

31 de Outubro, 2015
É preciso criar condições e trabalhar-se para que os atletas nacionais possam atingir, num prazo de quatro ou oito anos, os Jogos Olímpicos. Sei que não é uma tarefa fácil, mas será possível com um grande esforço, trabalho e engajamento das direcções federativas e demais instituições intervenientes.
Mário Rosa, vice-presidente do COA

Estamos numa fase transitória e é necessário que se realize trabalhos de destreinamentos, fazendo quebras da condição atlética dos atletas para que os mesmos comecem a próxima época com índices competitivos aceitáveis.
Albano César, Progresso do Sambizanga

Vamos jogar com muita atitude e raça com vontade de ganhar, neste momento estamos a pensar ir para Luanda jogar sábado e com único objectivo: Ganhar a Taça e trazê-la ao Moxico.
Alberto Cardeau, treinador do Bravos do Maquis

Neste momento tenho de reconhecer que sem a contribuição e o engajamento de todos os intervenientes, em especial os patrocinadores, não seria possível cumprir com êxitos os planos e programas da federação, por isso, os meus agradecimentos a todos os apoiantes que se dedicam em prol do desenvolvimento do ténis.
Matias Castro e Silva, presidente da Federação Angolana de Ténis

A PERGUNTA DO DIA
Quem vence hoje a final inédita da Taça de Angola no estádio dos Coqueiros? Sagrada Esperança ou FC Bravos do Maquis?


A formação diamantífera da Lunda Norte, décima primeira classificada do último Girabola, é para mim a favorita esta tarde, para a consagração na Taça de Angola na baixa da capital. O Sagrada Esperança é uma equipa já habituada a disputar finais, ao contrário do seu adversário…Carlos Osvaldo, funcionário público

O desafio em causa, curiosamente entre duas equipas da zona leste do país, promete muitas surpresas durante os noventa minutos de jogos. É caso para dizer que só mesmo depois do apito final, saberemos o vencedor da partida com direito a faixa de campeão da segunda maior competição futebolística do país. Severino Sabalo, relações públicas

O Bravos do Maquis foi despromovido do Girabola, enquanto o Sagrada continua entre os grandes. A Taça revela sempre surpresas, e não esqueçamos que o Maquis eliminou o Benfica, Libolo e Petro de Luanda. Por isso, tudo pode acontecer esta tarde nos Coqueiros. Adelino Félix, conta própria


AVALIAÇÃO JD

ANTÓNIA DE FÁTIMA "FAYA
Judoca angolana=Positivo


A judoca Antónia de Fátima, segunda melhor atleta no ranking africano, está confiante na qualificação aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro no próximo ano. No Grand Slam de Abu Dabhi em que participa agora, "Faya" espera conseguir o maior número de pontos, para depois confirmar a qualificação no Africano da Tunísia.

Voleibol
Equipa do 1º de Agosto=Negativo

A equipa feminina de voleibol feminino foi despojada do título nacional ao perder a final com o Petro de Luanda no campeonato que terminou na passada quinta-feira, em Luanda. A equipa militar tinha aspirações de revalidar o título mas foi ultrapassada pela determinação das petrolíferas. O campeão tombou.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »