Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitores

08 de Abril, 2016
Hoje o Sagrada Esperança, não é somente o único sobrevivente angolano na Taça da Confederação, mas também pesa sobre si a responsabilidade de carregar as cores das bandeiras de todos países que falam a língua portuguesa no continente Africana.
Ernesto Muangala , governador provincial da Lunda Norte

A preparação deveria começar em Março, mas não aconteceu por algumas dificuldades financeiras, vamos agora esperar pela programação que será entregue pela nova equipa técnica liderada por Filipe Cruz.
Pedro Godinho , Presidente da Federação Angolana de Andebol

É uma honra trabalhar na selecção feminina, tudo iremos fazer para honrar os nossos compromissos temos a consciência que não será nada fácil, por tudo aquilo que a nossa selecção já alcançou.
Filipe Cruz, seleccionador nacional de andebol feminino

Em minha opinião, o trio de arbitragem que ajuizou o nosso jogo com o Porcelana é o mais brioso que vi até agora neste Girabola Zap de 2016, devido à forma destemida e corajosa que teve, porque não é difícil apitar um jogo em casa com a emoção dos adeptos, manter a isenção e saber gerir a emoção. Não é para qualquer um.
Roberto do Carmo , treinador do ASA



A PERGUNTA DO DIA
Qual deve ser o contributo da juventude angolana para a manutenção da paz e do desenvolvimento do desporto nacional?


A juventude é a força motriz de uma sociedade, esta realidade é bem visível no nosso país, por isso, somos obrigados a pautar por uma conduta de vida exemplar de forma a vivermos em união e desenvolvermos a cada dia o nosso país e o desporto nacional em particular. Pedro Amaro , estudante

A juventude angolana por muitos anos mostrou à África e ao mundo, o quanto gosta do seu país e a sua propensão para a prática do desporto. Para que o país continue a registar ganhos em todas as suas esferas, é importante que a juventude preserve a paz conquistada com muito sacrifício por todo o povo. Maura Dala , funcionária pública

O contributo da juventude deve ser feito em todas as áreas do saber, a começar pela formação académica e profissional completa, para além de outras formações como técnico-profissionais de forma a elevarmos sempre bem alto a bandeira nacional. Com isso ganha o país e ganha o desporto em particular. Jane Lopes , comunicóloga

Últimas Opinies

  • 24 de Agosto, 2019

    O amiguismo na resciso

    O assunto de momento no nosso futebol, convenhamos, é sem dúvidas o desenlace entre a Federação Angolana de Futebol (FAF) e o técnico Srdjan Vasiljevic, em face de algumas situações que vinham acontecendo e que originou que se estalasse o verniz.

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os jogadores aguardaram isso dos dirigentes, para que a motivação crescesse

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    O sonho dos grupos

    Após as vitórias extramuros nas deslocações à Tanzânia e ao Lesotho, o 1º de Agosto e Petro têm, neste fim-de-semana, a oportunidade soberana de confirmarem a qualificação para última eliminatória de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Viemos a público para responder ou esclarecer o que aconteceu.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

Ver todas »