Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitores

08 de Julho, 2016
Vamos ter uma segunda volta do Girabola Zap complicada, mas esperem o Job de sempre, trabalhador. Vou fazer o que não fiz na primeira volta, para ajudar a equipa a concretizar os objectivos traçados pela direcção, e equipa técnica.
Job , jogador do Petro de Luanda

Vou dizer-vos que com a entrada desses novos reforços, eu encaro a segunda volta do Girabola Zap 2016 com muito optimismo. Sobretudo agora, que a questão burocrática que pendia sobre alguns deles já está ultrapassada.
Corola, treinador do ASA

Infelizmente, temos atletas habilidosos, que têm a capacidade de driblar o adversário e fazer jogadas em que escapam, são apanhados com muita violência e infelizmente nem sempre é punida, como deve ser.
Abel Sanz, médico do 1º de Agosto

Vamos reunir com os governos provinciais para a aquisição de terrenos para erguermos os campos. Logo a seguir faremos um estudo de viabilidade para avançar com o projecto. A Federação Internacional vai entrar com um valor. A outra parte será suportada pela federação angolana.
Matias Castro e Silva, presidente da Federação Angolana de Ténis


A PERGUNTA DO DIA
O Kabuscorp do Palanca é mesmo um candidato ao título do Girabola conforme fez questão de referir o seu presidente Bento Kangamba?


É possível, mas pessoalmente não acredito. O Kabuscorp está em terceiro lugar no campeonato e não me parece que tenha argumentos suficientes para contrariar a grande forma que o 1º de Agosto e o Libolo exibiram na primeira volta. Manuel Baptista, estudante

É muito cedo para pensar em títulos. A equipa renovou recentemente o treinador e vai procurar implantar a nova filosofia de jogo. Esta mudança exige muito trabalho e os resultados não são imediatos. Os primeiros resultados da segunda volta é que poderão dar garantias se o Kabuscorp pode transformar-se em campeão. Carlos Manhinga, estudante

Não. O facto de terem novo treinador não prova que serão campeões. O primeiro objectivo é moldar a equipa com espírito de vitória. A escolha de Romeu Filemon é acertada e pode depois finalizar com título. Existe um senão, o presidente tem que o deixar trabalhar sem pressão. João Sango , estudante

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »