Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas de Leitores

05 de Setembro, 2015
Vocês continuam a ser os nossos heróis. Por isso, vamos analisar o que faltou, na medida em que perderam um jogo e um campeonato, mas também tiveram um segundo lugar honroso. Vamos deixar que a Federação Angolana de Basquetebol (FAB) faça uma avaliação profunda da situação".
Gonçalves Muandumba, ministro da Juventude e Desportos.

Sou angolano e devo confiar na nossa vitória até ao último minuto. Sei que será um jogo difícil, a julgar, sobretudo, pelos local onde se vai jogar, mas apesar de tudo temos um leque de atletas que nos dão garantia para um resultado positivo que passa por uma vitória".
Yano, internacional dos Palancas Negras.

Tenho conversado com os meus jogadores que nesta fase crucial do campeonato devemos ganhar o maior número de jogos, principalmente aqueles que são disputados em casa. Estou a sofrer com os pontos que sofri em casa, mas faz parte do passado".
Lusaduso Medar, treinador do Sporting de Cabinda.

Normalmente esses jogos nunca são fáceis porque todos têm ambição de vencer. Aliás, as equipas teoricamente pequenas procuram buscar uma fonte de inspiração muito grande.
Zoran Maki, treinador do Sagrada Esperança.


A PERGUNTA DO DIA
Que reacção deve ter a sociedade diante do compromisso dos Palancas Negras amanhã, em Antananarivo contra a sua congénere do Madagáscar?


A presença do décimo segundo jogador dentro ou fora do estádio de futebol é um elemento indispensável para que uma determinada equipa consiga vencer o adversário durante os noventa minutos. E nesta altura, é sim recomendável nos unirmos em prol da Selecção Nacional. Noé António, relações públicas.

A sociedade angolana sabe muito bem que este é mais um jogo em que temos de defrontar uma das equipas mais fraca da África Austral. Um caso diferente da nossa história no raking continental e mundial. Com tudo isto, tenho a plena certeza que já vencemos a congénere de Madagáscar.Inês Moisés, comerciante.

O estado psico-emocional de um indivíduo é o responsável directo das suas acções diárias e quando o assunto se refere em um determinado grupo, tal como é o caso da equipa nacional pensamos nós que esta confiança pode elevar os ânimos dos nossos craques da bola a vencerem amanhã. Simão Marcos, desempregado

AVALIAÇÃO JD

EDUARDO MINGAS
Jogador de basquetebol - Positivo

O capitão Eduardo Mingas anunciou a sua retirada da Selecção Nacional sénior masculina de basquetebol, após mais de 13 anos ao serviço do "cinco" nacional onde foi preponderante em algumas das muitas conquistas de Angola. O capitão deixa assim um rico legado aos mais jovens com o sentimento do dever cumprido.

ZORAN MAKI
Treinador do Sagrada -Negativo

O Sagrada Esperança é uma das equipas que à partida tinha tudo para fazer um Girabola sem sobressaltos, mas o técnico Maki é obrigado a fazer contas e tudo mais que estiver ao seu alcance para manter a equipa entre as grandes. Ao aceitar o desafio para treinar os lundas, o treinador sabia do desafio que tinha pela frente.



Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »