Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas de Leitores

08 de Julho, 2015
É bom que a "primeira -mão" seja na África do Sul e a segunda em nossa casa. Portanto, vão ser dois jogos também dificílimos, mas vamos ter de preparar uma estratégia coerente e inteligente para ultrapassarmos mais essa eliminatória.
Romeu Filemon, técnico dos Palancas Negras.

Os atletas comunicaram que estariam indisponíveis nas primeiras semanas de preparação. O Sílvio está em provas e Yanick tenta ingressar na NBA o que é perfeitamente aceitável. Eles têm até ao dia 12, para integrarem o grupo de trabalho.
Moncho López, técnico do "Cinco" Nacional.

Tudo que faço é para engrandecer o nome de Angola e para a honra daqueles que directa ou indirectamente me ajudam a prosseguir na modalidade. Não tive muita dificuldade de conquistar a medalha de ouro, porque tenho estado em constante treino.
Walter Faustino,
lutador de Jiu-Jitsu.

Vontade não nos falta e se a vontade fosse dinheiro, o Sporting de Cabinda seria o melhor clube de Angola. Somos incansáveis na procurar de soluções. Feliz ou infelizmente, estamos numa província com muitas riquezas, mas o Sporting é a equipa mais pobre do Girabola.
Jorge Costa, vice -presidente do Sporting de Cabinda.


A PERGUNTA DO DIA
O apoio do 12º jogador é fundamental para os Palancas Negras marcarem presença no CAN e o CHAN?


Acreditamos que sim, uma vez que o nosso desempenho profissional ou académico tem muito a ver, com a confiança que nos é depositada a cada dia. Esse mesmo conceito, deve ser sempre manifestado pelos angolanos em favor dos Palancas Negras. Anderson de Pina, DJ.


Um velho ditado diz: "a união faz a força", portanto, agora mais do que nunca, precisamos de estar cada vez mais unidos, em prol desses dois grandes objectivos, já que se trata dos maiores campeonatos de futebol do continente. Jacques Gonçalves, arquitecto.


A sociedade tem de aprender a confiar em todos, quer directa ou indirectamente, visto que dão todo o esforço para o prestígio da Nação. A Selecção Nacional de Futebol é prova disso. Precisamos de olhar com bons olhos, independentemente, dos resultados que possam advir.Roberto Alberto, estudante.


AVALIAÇÃO JD

YANICK MOREIRA
Atleta da Selecção Nacional - Positivo

Depois de alguns dos compatriotas já o terem feito, o poste Yanick Moreira, decidiu "aventura-se" também por um lugar na NBA. O poste de 2,11 metros, efectua testes na equipa dos Los Angels Clippers e pelas informações, têm estado a sair-se muito bem. Oxalá, tenha mais sorte que os anteriores colegas .


NANDO JORDÃO
Presidente do CT da FAF - Negativo

Cerca de um mês e meio depois, o Girabola regressa este fim de semana, para gáudio dos prosélitos da modalidade. O campeonato esteve parado por mais de 40 dias, mas a maior parte dos agentes do futebol, entre dirigentes, treinadores, atletas, jornalistas e público, reprovou o tempo de paragem da prova devido aos compromissos da Selecção Nacional.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »