Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas de Leitores

26 de Novembro, 2015
Ano após ano o futebol angolano está perder a sua real identidade. Devemos modificar a forma de actuação, no sentido de montar um modelo específico. Temos de abordar o fenómeno futebol de forma consensual , sem interferência de ninguém. Se formos por este caminho teremos um futebol competitivo nos próximos quatro anos.
MÁRIO CALADO, treinador de futebol.

Estávamos no caminho certo, no início da segunda volta quando as lesões como a do Gilberto começaram a afectar o nosso rendimento. O Gilberto era o nosso capitão e os outros dispensam apresentação, porque todos eles faziam parte da nossa equipa inicial. Ficamos muito prejudicados.
MÁRIO ROCHA, vice-presidente do Benfica de Luanda.

Desde Janeiro sofremos uma deterioração gradual. Escolhemos a figura de Rafa Benitez com a confiança de que podemos recuperar. Do dia para a noite, isso não acontece. Ele, o Benitez, tem a nossa confiança. Respeito os adeptos do Real Madrid. É uma claque muito exigente. Tenho de dizer a verdade.
FLORENTINO PEREZ, presidente do Real Madrid.

Quando o Chelsea conquistou o título foi uma temporada muito ruim, mas ganhou. Sabemos que a Champions League tem grande dose de imprevisibilidade. Por isso, vamos tentar a classificação e lutar pelo primeiro lugar contra o Porto no último dia", disse o treinador português numa entrevista.
JOSÉ MOURINHO, treinador do Chelsea.


A PERGUNTA DO DIA
Depois da preparação de que está a beneficiar, o Recreativo do Libolo pode revalidar o título da Taça dos Clubes Campeões Africanos?


A formação desportiva da província do Cuanza -Sul precisa de forma urgente, melhorar o sistema táctico para que possa vencer os adversários durante os jogos oficiais. Caso isso aconteça, pode ficar mais uma vez em alta o orgulho nacional. Por enquanto, tudo depende do programa de estágio que nesta altura efectua. Cândido Carlos, gestor de vendas.


O estágio de uma determinada equipa, tanto no país ou além fronteiras, serve para corrigir detalhes das sessões de treino e também levar os atletas a uma formação desportiva pedagógica, para além do repouso. Um desafio que a direcção do clube sempre soube programar.João Sabalo, relações públicas.


O Recreativo do Libolo, na condição de campeão africano em basquetebol, precisa de manter a confiança e determinação, para que possa revalidar o título continental. Um desafio que merece a contribuição de todos os que estão afectos ao clube de Rui Campos, e não só. Mário Ventura, promotor de vendas

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »