Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas de Leitores

25 de Fevereiro, 2016
O campeonato ainda denota falta de ritmo de jogos para todas as equipas, que poderá então dar a devida competitividade, que de certa forma os amantes do futebol esperam. E isso só poderá ser adquirido a partir da quarta ou quinta jornadas."
Roberto do Carmo, treinador do ASA.

Penso que a motivação do grupo só podia ser das melhores, em função daquilo que aconteceu nas épocas anteriores. Foram definidos objectivos bem claros que são do domínio público, estão a ser cumpridos e respeitados na íntegra pelos jogadores."
CarLos Alves, porta voz do 1º de Agosto.

Eu vim com esta intenção de conquistar títulos, de devolver a mística ao clube e estou a trabalhar para isso. O sacrifício é muito grande, deixei a família, os filhos e não estou aqui em passeio em Luanda, nem para turismo."
Beto Bianchi, treinador do Petro de Luanda.

Sabíamos que não podíamos deixar que jogassem em contra-ataque e foi isso mesmo que eles fizeram. Temos de respeitar o esforço. Eles podem sempre ‘matar-nos’ quando pensas que estás por cima no jogo.”
Arsene Wenger, treinador do Arsenal de Londres.


A PERGUNTA DO DIA
No caso de desistências de equipas ao longo do Girabola, que medidas a FAF deve tomar, em relação aos clubes que manifestem essa intenção?


A Federação Angolana de Futebol, na qualidade de órgão reitor da modalidade no país, precisa de ouvir atentamente os clubes de formas a conhecer a realidade de cada um deles. Desta feita, a FAF deve criar mecanismos apropriados para que os clubes cumpram rigorosamente a competição. César Betatela, agente de relações públicas .

A FAF tem de criar mecanismos jurídicos apropriados, para com as equipas que ascendam à primeira divisão, e estas por sua vez devem cumprir. Creio que se isso acontecer, o futebol angolano passa a ter profissionalismo e poucas lamentações no que diz respeito a eventuais desistências de equipas, ao longo da época.
António Manuel, estudante.

A direcção do órgão máximo do futebol, sob o comando do general Pedro Neto precisa de compreender o funcionamento directo de cada equipa, no que diz respeito à obtenção de patrocínios. Entendemos que neste processo, uns conseguem valores maiores do que outros. Nelson Nelito, motorista .

Últimas Opinies

  • 15 de Julho, 2019

    O real papel do gestor desportivo

    As funções de um gestor desportivo não são mais do que as funções de um gestor de empresas, adaptadas e ajustadas às particularidades de um clube ou federação desportiva.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Quem explica o desporto angolano?

    O nosso desporto merece um estudo profundo, para se encontrar explicações que justifiquem os resultados que vai tendo.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    No nosso grupo (A),  somos a única selecção (Angola) que tem a sua primeira participação  a este nível. Canadá vai para a sua sétima, Nova Zelândia.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Objectivo falhado

    Angola não conseguiu alcançar o objectivo preconizado no Mundial de Hóquei em Patins, que se disputou em Barcelona, Espanha, acabando por se quedar na sexta posição.

    Ler mais »

  • 13 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    Vamos entrar para o campeonato em cada jogo para ganhar, nós queremos começar bem, com o pé direito. Como sabem, já temos o calendário.

    Ler mais »

Ver todas »