Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas de Leitores

25 de Fevereiro, 2016
O campeonato ainda denota falta de ritmo de jogos para todas as equipas, que poderá então dar a devida competitividade, que de certa forma os amantes do futebol esperam. E isso só poderá ser adquirido a partir da quarta ou quinta jornadas."
Roberto do Carmo, treinador do ASA.

Penso que a motivação do grupo só podia ser das melhores, em função daquilo que aconteceu nas épocas anteriores. Foram definidos objectivos bem claros que são do domínio público, estão a ser cumpridos e respeitados na íntegra pelos jogadores."
CarLos Alves, porta voz do 1º de Agosto.

Eu vim com esta intenção de conquistar títulos, de devolver a mística ao clube e estou a trabalhar para isso. O sacrifício é muito grande, deixei a família, os filhos e não estou aqui em passeio em Luanda, nem para turismo."
Beto Bianchi, treinador do Petro de Luanda.

Sabíamos que não podíamos deixar que jogassem em contra-ataque e foi isso mesmo que eles fizeram. Temos de respeitar o esforço. Eles podem sempre ‘matar-nos’ quando pensas que estás por cima no jogo.”
Arsene Wenger, treinador do Arsenal de Londres.


A PERGUNTA DO DIA
No caso de desistências de equipas ao longo do Girabola, que medidas a FAF deve tomar, em relação aos clubes que manifestem essa intenção?


A Federação Angolana de Futebol, na qualidade de órgão reitor da modalidade no país, precisa de ouvir atentamente os clubes de formas a conhecer a realidade de cada um deles. Desta feita, a FAF deve criar mecanismos apropriados para que os clubes cumpram rigorosamente a competição. César Betatela, agente de relações públicas .

A FAF tem de criar mecanismos jurídicos apropriados, para com as equipas que ascendam à primeira divisão, e estas por sua vez devem cumprir. Creio que se isso acontecer, o futebol angolano passa a ter profissionalismo e poucas lamentações no que diz respeito a eventuais desistências de equipas, ao longo da época.
António Manuel, estudante.

A direcção do órgão máximo do futebol, sob o comando do general Pedro Neto precisa de compreender o funcionamento directo de cada equipa, no que diz respeito à obtenção de patrocínios. Entendemos que neste processo, uns conseguem valores maiores do que outros. Nelson Nelito, motorista .

Últimas Opinies

  • 18 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Temos de nos preparar bem para o jogo que será decisivo e estou convicto que iremos fazer este trabalho em conjunto, não temos muito tempo, agurada-nos um trabalho sério contra uma selecção que perdeu todas as partidas.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    L se foi o sonho...

    O Petro de Luanda, até ontem o único sobrevivente angolano nas Afrotaças, não conseguiu evitar a derrota frente ao Gor Mahia FC do Quénia, em Nairobi, num jogo em que estava “condenado” a não desperdiçar, na totalidade, os pontos em discussão.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    Os estreantes e o ritual de integrao

    Igor Vetokele regressa aos Palancas Negras, depois de muito tempo.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Eu já vi três vezes o jogo, muito sinceramente deu para ver alguma coisa na atitude e reacção de certos jogadores.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Operao Botswana

    A Selecção Nacional de futebol em honras concentra-se amanhã, a noite, tendo em vista a derradeira jornada do Grupo I da campanha para o Campeonato Africanos das Nações deste ano, a decorrer entre 21 de Junho e 19 de Julho no Egipto.

    Ler mais »

Ver todas »