Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas de Leitores

19 de Abril, 2016
Fizemos uma partida com uma equipa que discute o título, sabíamos que um detalhe poderia decidir, não podíamos falhar de maneira alguma. Falhámos, entramos no segundo tempo à procura do golo de qualquer forma!
Luís Mariano, treinador do Porcelana

Somos uma equipa que tem crescido, entra para os campeonatos para fazer o melhor possível. Nos últimos anos conseguimos o terceiro lugar, os campeonatos a cada ano que passa são mais competitivos, não começamos muito bem, mas eu creio que aos poucos vamos acertando.
Zeca Amaral, técnico do Benfica de Luanda

Por mais vezes que tentem pôr em causa o nosso nível exibicional, fizemos mais do que suficiente para ganhar os dois últimos jogos. Fizemos uma excelente exibição, boas jogadas, criámos situações de golo. Uma vitória justíssima que podia até ser mais gorda.
José Peseiro , técnico do FC Porto

No início da época é que estávamos preocupados em fazer 40 pontos, agora temos 73 pontos. Nunca falei com os meus jogadores sobre essas diferenças. Foi mais do que um ponto, psicologicamente foi como se tivéssemos dito ‘estamos aqui.
Cláudio Ranieri, treinador do Leicester


A PERGUNTA DO DIA
O futebol que o 1º de Agosto está a apresentar garante a liderança da primeira volta do Girabola Zap?


A qualidade futebolística que o Clube Central das Forças Armadas tem vindo a mostrar durante as jornadas já disputadas, leva-nos a acreditar na sua potencialidade em campo. A equipa deve manter a mesma postura técnica e táctica para continuar com o mesmo sucesso. Maurício Alfredo , estudante.

A equipa técnica da formação militar às ordens do treinador -adjunto Felipe Nzanza reconhece que para terminar a primeira volta na liderança do Girabola Zap, tem de disputar mais sete jornadas, dentro e fora da capital, é ainda um longo percurso repleto de surpresas apropriadas ao futebol. Fabrice Maqueno , comerciante.

Os pontos de diferença que separam o 1º de Agosto na tabela classificativa, em oito jogos, chamam a atenção dos seus próximos adversários. Acredito que tirando vantagem da debilidade das outras equipas catalogadas como candidatas ao título, a equipa não deve voltar a conceder facilidades. Paty Nkundenga, comerciante

Últimas Opinies

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    A eliminao do Petro e o tal patriotismo

    Terminada a participação Petro de Luanda, na Taça Nelson Mandela, é normal que por esta altura, esteja a ser feita uma profunda reflexão em torno da participação na referida competição africana, nos mais diversos aspectos que ela comporta, sem descorar, portanto, a (des) continuidade do técnico Beto Bianchi, que mais uma vez não conseguiu o troféu de uma competição em que esteve envolvido. 

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Palancas Negras de olhos no Egipto

    A Selecção Nacional de futebol honras, vulgo Palancas Negras, só depende de si para chegar à fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, que vai ser disputado no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Procuramos fazer tudo para vencer o jogo, mas não conseguimos, porque o adversário  (Recreativo do Libolo) foi competente e inteligente, assim como conseguiu aproveitar as nossas falhas defensivas e, em lances de bolas paradas, marcaram os dois golos.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Zebras para domar...

    A Selecção Nacional de futebol de honras, às ordens do sérvio Srdjan Vasiljevic, decide amanhã, em Franciston, Botswana, a qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto acolhe de 19 de Junho a 21 de Julho deste ano.

    Ler mais »

Ver todas »