Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas de Leitores

12 de Maio, 2016
É uma promoção do nosso futebol, a província vai ter de ganhar de novo o seu devido lugar em relação ao campeonato nacional da primeira divisão. São experiências que estamos a dinamizar no futebol e na preparação destes jovens.
Mawete João Baptista, presidente do Clube Desportivo Osmats de Kibokolo.

À semelhança dos outros jogos, estamos a preparar o nosso plantel para vencermos na deslocação do Dundo, ao encontro do Sagrada Esperança. Estamos conscientes que é uma tarefa que se afigura muito complicada, mas temos argumentos e valor.
Alberto Cardeau, treinador do Sagrada Esperança.

Ainda não acredito que ganhei o campeonato inglês. Recebo cartas de todas as partes do mundo. Este é o troféu mais importante da minha carreira, apesar de nunca esquecer o Cagliari, onde ganhei o meu primeiro título italiano.
Cláudio Ranieri, treinador do Leiscester da Inglaterra.

Vamos recuperar desta viagem a Dar-Es-Salaam e preparar com calma o jogo de sábado com o Recreativo da Caála. Será uma semana normal, primeiro, com a recuperação dos jogadores e a partir de quarta-feira mais duro, para um jogo que se espera difícil.
Zoran Macki , técnico do Sagrada Esperança.

A PERGUNTA DO DIA
A ausência de clubes luandenses no Zonal de Apuramento de futebol penaliza a modalidade na capital?

Tem graves consequências. As reclamações de que o nosso futebol vai de mal ao pior e a ausentar-se nas provas regionais, estamos a aumentar o fosso. Os jovens precisam de muita competição e a troca de experiência entre as diferentes realidades de futebol praticado no país, contribui para o seu desenvolvimento e ajuda a potenciar as selecções nacionais.Adalberto Chaves, estudante.

Não tenho como aprovar uma atitude do género. Para atingir-se a excelência, o atleta precisa de competições regulares. A máxima diz, que é com a repetição de movimentos que se atinge a perfeição. A ausência das equipas de Luanda no zonal de apuramento mostra o tipo de organização que temos e contribuiu para a desgraça do futebol nacional.Hélio Gonçalves, instrutor de jiu-jitsu brasileiro.

O país tem 18 províncias e Luanda alberga a maior parte da população, a geração de futebolistas e de clubes. A não participação de Luanda no Zonal de Apuramento reforça o declínio do futebol e também impede o surgimento de novos talentos. Condes Paulo, engenheiro informático.



Últimas Opinies

  • 18 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Temos de nos preparar bem para o jogo que será decisivo e estou convicto que iremos fazer este trabalho em conjunto, não temos muito tempo, agurada-nos um trabalho sério contra uma selecção que perdeu todas as partidas.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    L se foi o sonho...

    O Petro de Luanda, até ontem o único sobrevivente angolano nas Afrotaças, não conseguiu evitar a derrota frente ao Gor Mahia FC do Quénia, em Nairobi, num jogo em que estava “condenado” a não desperdiçar, na totalidade, os pontos em discussão.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    Os estreantes e o ritual de integrao

    Igor Vetokele regressa aos Palancas Negras, depois de muito tempo.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Eu já vi três vezes o jogo, muito sinceramente deu para ver alguma coisa na atitude e reacção de certos jogadores.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Operao Botswana

    A Selecção Nacional de futebol em honras concentra-se amanhã, a noite, tendo em vista a derradeira jornada do Grupo I da campanha para o Campeonato Africanos das Nações deste ano, a decorrer entre 21 de Junho e 19 de Julho no Egipto.

    Ler mais »

Ver todas »