Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas de Leitores

20 de Julho, 2016
(...) Costumamos dizer, que o melhor é imitar, aquilo que de bom já está feito. O nosso objectivo é trabalhar na formação, para que no futuro, possamos ter angolanos a evoluírem nos melhores campeonatos do mundo.
Adão Costa, presidente do FC Real Sambila.

Estamos absolutamente disponíveis, queremos ajudar, quem quiser colaborar connosco. Já fizemos esta manifestação de intenção, ao Real Sambila e ao Progresso, agora, também ao senhor ministro angolano da Juventude e Desportos. (...) O que nos traz cá, é começarmos a trabalhar, para estabelecermos um protocolo mais firme.
Júlio Mendes, presidente do Vitória de Guimarães.

Este tipo de arbitragem, em nada, dignifica a modalidade. As minhas jogadoras procuraram dar o melhor de si, mas infelizmente, tivemos um trio que permitia tudo, e mais alguma coisa. Vamos trabalhar, no sentido de corrigirmos os erros que cometemos, na partida de hoje (segunda-feira).
Jaime Covilhã, técnico da equipa do 1º de Agosto.

Espero, uma grande temporada, como foi a temporada passada. O Benfica, é um grande clube, em grandes competições. Vamos dar o máximo, queremos fazer bonito em todas as competições, e quem sabe fazer até melhor do que na época passada.
Jonas, jogador do Sport Lisboa e Benfica.


A PERGUNTA DO DIA
Como avalia o trabalho do árbitro que apitou o jogo Progresso - 1º de Agosto em função do que aconteceu na partida Benfica-1º de Agosto?

Acho que uma coisa não tem a ver com outra, porque cada jogo é um jogo. Penso que no jogo de domingo entre o Progresso e o 1º de Agosto, o árbitro fez apenas o seu trabalho dentro do seu profissionalismo e sem timidez, nem influenciado pelo o que aconteceu antes. João Sebastião, estudante.

Acho que a questão em causa não chama atenção somente para o jogo de domingo entre o 1º de Agosto e o Progresso. Creio que de agora em diante os árbitros que ajuizarem estes jogos dos grandes do futebol vão trabalhar com alguma timidez, que é normal em situações do género. Paulo Sebastião, relações públicas.

Acho que o árbitro do jogo entre os militares e os sambilas fez o seu trabalho de forma limpa sem timidez. Constatei que naquele jogo o juiz trabalhou dentro do seu padrão normal. Não vi ali nenhuma anomalia e quando assim está de parabéns a arbitragem do futebol nacional. João Kabari, motorista.

Últimas Opinies

  • 18 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Temos de nos preparar bem para o jogo que será decisivo e estou convicto que iremos fazer este trabalho em conjunto, não temos muito tempo, agurada-nos um trabalho sério contra uma selecção que perdeu todas as partidas.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    L se foi o sonho...

    O Petro de Luanda, até ontem o único sobrevivente angolano nas Afrotaças, não conseguiu evitar a derrota frente ao Gor Mahia FC do Quénia, em Nairobi, num jogo em que estava “condenado” a não desperdiçar, na totalidade, os pontos em discussão.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    Os estreantes e o ritual de integrao

    Igor Vetokele regressa aos Palancas Negras, depois de muito tempo.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Eu já vi três vezes o jogo, muito sinceramente deu para ver alguma coisa na atitude e reacção de certos jogadores.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Operao Botswana

    A Selecção Nacional de futebol em honras concentra-se amanhã, a noite, tendo em vista a derradeira jornada do Grupo I da campanha para o Campeonato Africanos das Nações deste ano, a decorrer entre 21 de Junho e 19 de Julho no Egipto.

    Ler mais »

Ver todas »