Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do leitor

16 de Maio, 2013
Estanislau da Silva - Namibe
Que venha o Mundial -
Gosto de desporto e estou muito ansioso por estarmos já no ano em que o nosso país vai organizar o primeiro Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins em África. Toda a província está expectante em receber uma das séries do Mundial. Para todo o namibense, é motivo de orgulho saber que vamos receber uma prova dessa envergadura. A presença dos responsáveis do hóquei mundial é um bom prenúncio. Como aconteceu com o primeiro Mundial de Futebol, que a África do Sul teve a honra de acolher, penso que esta prova também vai ficar na história pelo nível da sua organização, pois o nosso país tem tradição em realizar grandes eventos, não só no campo desportivo, mas também no político e social, e temos muitos exemplos para referir. Preocupa-me o andamento das obras dos dois pavilhões que estão a ser erguidos para acolher a prova, mas os empreiteiros dão garantias de que nada está atrasado e que, na altura certa, vamos ter essas infra-estruturas prontas. Espero que nos voltemos a mobilizar, como aconteceu no CAN que organizámos, para recebermos os melhores elogios e pormos o nosso país na boca do mundo, como se costuma dizer.


Junqueira Afonso - B. Popular
Apoiar o Petro -
Sou adepto do Petro e não vejo razões para se começar já a condenar o novo técnico. A nossa equipa perdeu oito pontos nos últimos três jogos, o que não é agradável, porque ninguém gosta de ver a sua equipa nessa situação, mas o Girabola ainda tem muitas jornadas por disputar. O Petro de Luanda perdeu pontos da mesma forma que outras equipas também podem perder. A equipa técnica e os jogadores precisam de apoio para ultrapassarem esta fase, que não é de crise como alguns pretendem fazer crer. O Petro perdeu dois jogos e empatou outro, mas não deixou de ser candidato ao título. Mantém as mesmas aspirações e estou certo que os nossos jogadores vão saber dar a volta a esta fase má. Vamos apoiar José Dinis.


Mateus Francisco - LUANDA
Os dirigentes que temos
- O dirigismo desportivo deve ter virado hoje um negócio muito lucrativo. Esta é a ideia que faço em função da peleja que venho acompanhando na liderança de alguns clubes e federações desportivas. Posso ser incompreendido, mas digo mesmo que as fraudes eleitorais e os maus perdedores também já chegaram ao desporto. Não é pouca a disputa a que assistimos quando chega a hora de eleições, chegando-se mesmo a ponto de envolver tribunais para pacificar alguns casos. Mas entendo que, sendo o desporto uma ciência em que se recomenda muito “fair play”,

Últimas Opinies

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Corrigir o mal no futebol (I)

    A semana passada terminei o artigo com a seguinte sentença: “(…) é importante mudar de estratégia

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Mais um falso arranque do Interclube

    Para o desalento dos prosélitos do futebol sénior masculino, as cortinas do Girabola Zap, versão 2019/20, foram descerradas com máculas na jornada inaugural que, mais uma vez, põem em causa a capacidade organizativa da Federação Angolana de Futebol (FAF), que parece apostada numa competição em que é premiada a instituição que mais erros comete ao longo do “consulado”.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O pas dos amigalhaos

    Foi recentemente anunciada a rescisão contratual do treinador Srdjan Vasilevic com a Federação Angolana de Futebol.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

Ver todas »