Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do Leitor

23 de Fevereiro, 2014
Vamos continuar a trabalhar na circulação e passe, assim como na correcção de alguns erros que notámos ao longo do jogo.”
Zeca Amaral, técnico do Benfica de Luanda

Lamento o resultado, não estava nas nossas previsões, mas vamos aceitar, uma vez que o Benfica tem uma equipa superior à nossa. Foi o primeiro desafio do Girabola e penso que a ansiedade apoderou-se dos meus atletas, por serem muito novos.”
Ernesto Castanheira, técnico do ASA

Uma vitória é sempre bem-vinda para nós treinadores, jogadores e adeptos. O desempenho da equipa vai mostrar aquilo que fizemos durante toda a semana de preparação. O Petro tem a responsabilidade de começar com vitória, tendo em conta o seu histórico, sobretudo por ser a equipa mais titulada do país.”
Alexandre Grasseli, técnico do Petro de Luanda

É sempre muito difícil dizer mais qualquer coisa, porque não tenho qualquer experiência em relação ao que dizem os médicos. Vi o Schumi e fiquei feliz por ter ficado bastante tempo ao seu lado, a tentar passar a melhor energia possível, apenas para o ajudar.”
Felipe Massa, piloto brasileiro da Ferrari


A PERGUNTA DO DIA


A possível ausência do avançado Mabululu no jogo com o Sagrada Esperança pode enfraquecer o Petro de Luanda?


O Petro de Luanda é das poucas equipas nacionais que tem no plantel vários atletas de qualidade. Portanto, a possível ausência do avançado Mabululu não vai comprometer os planos da equipa técnica. O grupo tem outros jogadores com potencial para levarem a equipa à vitória.
Alberto Palanca, funcionário público

Houve a informação de que o jogador pode estar ausente mas não é nada ainda confirmado. Penso que, apesar de ser preponderante, a sua possível ausência não vai tornar o Petro mais enfraquecido. O técnico Alexandre Grasseli pode a última hora convocar o jogador e pô-lo a jogar diante do Sagrada Esperança. É uma questão de aguardarmos pelo onze até à hora do jogo.
Bernardino Sachilombo funcionário público

Apesar de não dominar tão bem este assunto, se a memória não me falha o Mabululu esteve ausente no jogo da segunda mão da primeira eliminatória da Taça da Confederação frente ao African Stars da Namíbia. Se estiver ausente no jogo com o Sagrada Esperança e for decisão do técnico, temos apenas de a respeitar.
Edson Sanza, funcionário público


AVALIAÇÃO JD

PEDRO NETO
Presidente da FAF - Positivo -
A 36ª edição do Girabola teve início, sexta-feira, com o jogo inaugural entre o Benfica de Luanda e o ASA. Para formalizar e testemunhar o arranque, o presidente da FAF esteve no jogo disputado nos Coqueiros, prestigiou não só a partida de estreia, mas deu também o sinal exterior, de que a FAF fez todo o trabalho de casa para o êxito do campeonato.

ERNESTO CASTANHEIRA
Treinador do ASA - Negativo -
Apesar de ser a jornada de estreia, a derrota do ASA foi mal digerida pelos adeptos que criticaram as opções de Ernesto Castanheira. Os 3-0 com que os aviadores foram mimoseados pelos benfiquistas da capital deixaram mal vistos não só o treinador como o suposto presidente do clube. As próximas rondas podem forçar mudanças.

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »