Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do leitor

27 de Fevereiro, 2014
“Sabemos de contas a apresentar, simplesmente nem o Cohoquei nem o Ministério da Juventude e Desportos se pronunciaram. Em princípio, entre os dias 5 e 6 de Março, vamos ter o relatório finalizado. Está a decorrer o processo de elaboração de documento, mas já em fase terminal”


PEDRO AZEVEDO, vice-presidente da FAP


“Estamos a desenvolver um trabalho de pesquisa, análise e recolha de jogadores com qualidade, que possa constituir o plantel da equipa do Domant FC. Neste momento estamos na fase terminal do processo”


LUÍS QUINTAS, treinador do Domant FC


“O Brasil é um lugar que me dá sorte. Em 2005, após um longo período parado devido a lesão, eu venci em São Paulo. Depois, tive uma das melhores temporadas da minha vida. Há pessoas muito especiais, o Rio de Janeiro é uma cidade muito bonita, espero voltar aqui mais vezes”


RAFAEL NADAL, número um do ranking da ATP


Chegou o momento emocionante na minha vida de assinar este contrato que me liga à Telesur, aos meus amigos venezuelanos, ao presidente Maduro e, sobretudo, ao comandante Chávez. Estou disposto a ser um soldado da Venezuela para o que precisarem.


MARADONA, antiga estrela do futebol argentino


A PERGUNTA DO DIA
As equipas angolanas comprometidas nas Afrotaças podem passar
a fase seguinte da Liga dos Campeões e da Taça da Confederação?


Acho que sim, principalmente o Kabuscorp, porque desde a época passada dá mostras de que pretende chegar longe nesta sua estreia na principal competição de clubes da CAF. Penso que também as outras equipas têm condições de passar para a outra fase. Basta não se deixarem intimidar.

Carlos Fonseca, futebolista


Pelo que vi do Petro e do Kabuscorp do Palanca, acredito que são as nossas equipas que podem passar para a fase seguinte. Mas de uma coisa tenho a certeza, nas Afrotaças há equipas muito fortes a competir.

Gelson Cipriano, estudante


Não aposto muito nas outras equipas que estão a disputar as Afrotaças porque não estão muito bem. Mas do Kabuscorp, pelo que tem vindo a fazer desde a época passada, acho que pode passar para a fase seguinte e fazer historia.

Jandira Txitxi, estudante

AVALIAÇÃO DO JD
FRANCISCO BARROS

Director do Desportos Positivo-
A Huíla está interessada em alargar o número de equipas participantes na Segundona e o director provincial dos Desportos, Francisco Barros, já fez saber que está em curso o processo de oficialização da equipa do Agro Sport da Matala, o que significa que aquele município huilano pode no futuro receber grandes jogos de futebol.

Daúto Faquirá
Técnico do 1º de Agosto Negativo-
Consentir três derrotas consecutivas, uma para as Afrotaças e duas para o Girabola, é algo a que os adeptos do 1º de Agosto não estão habituados. A derrota de ontem diante do Caála, quase em vésperas de um jogo internacional pode não ser bom augúrio para o conjunto de Faquirá, embora não haja jogos iguais.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »