Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do Leitor

09 de Março, 2014
O essencial é a possibilidade de tirar as melhores ilações sobre o que nos preocupa. Temos de fazer alguns ajustes nos sectores, sobretudo nos mais fragilizados em relação aos outros”.
Ernesto Castanheira, treinador do ASA

É pena que, depois deste jogo que fizemos, com as oportunidades que criámos, fiquemos pelo caminho. Acho que mostrámos que temos uma boa equipa. Acredito que foi o melhor jogo que a minha equipa fez, desde que cheguei ao Kabuscorp”.
Edouard Antranik, técnico do Kabuscorp

Nos jogos da Lusofonia levamos atletas mais jovens, para eles terem um contacto internacional, assim como uma mistura entre atletas seniores e juniores, para lhes dar algum traquejo na participação nos jogos da juventude em Gaberone”.
António Monteiro, SG do COA

“Ele chama-me o melhor jogador da minha geração. É um grande elogio. Tento de dar o meu melhor. Posso ser o melhor em determinados momentos, mas deve haver outros jogadores diferentes que também o são. Ainda tenho muito trabalho pela frente”.
Eden Hazard, jogador do Chelsea


A PERGUNTA DO DIA

Concorda que o 1º de Agosto retire a casa que tinha dado à sua antiga atleta, Azenaide Carlos?


Embora não faça parte dos adeptos desta equipa, sou do Petro de Luanda, sinto que é uma atitude reprovável para com alguém que, um dia defendeu as cores do emblema militar. Espero que alguém intervenha para que se resolva este triste episódio”.
Vieira Bastos, adepto petrolífero

Discordo completamente da imposição do clube do Rio Seco. Considero, que a residência em causa fez parte do contrato celebrado entre ambos. Quero com isto dizer que, cada uma das partes deve honrar o compromisso feito e nada mais”.
Figueira Fuxi, estudante

“Pela dimensão que representa o clube militar, penso que a sua direcção devia ter um pouco mais de cautela ao pretender desalojar a sua ex-atleta. Enquanto a Azenaide Carlos defendeu as cores agostinas, sempre o fez com seriedade”.
Claudino Macunde, estudante


AVALIAÇÃO JD

ANTÓNIO MONTEIRO
SG do COA - Positivo -
A instituição do prémio “A Mulher e o Desporto” surge na melhor altura. Embora se diga que já vem tarde, a sua criação é um bom incentivo e vai permitir que este importante grupo da sociedade se dedique ainda mais à prática do desporto. A sua periodicidade bianual cria grande expectativa.

ANTRANIK
Técnico do Kabuscorp - Negativo -
Fracasso. É assim que podemos avaliar a prestação do Kabuscorp no segundo jogo com o Zamalek. O técnico inventou e a equipa acabou por ficar pelo caminho, para decepção dos seus adeptos. Não há equipas invencíveis. Se o técnico tivesse optado por um “onze” melhor, hoje estava a rir.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »