Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do leitor

22 de Outubro, 2014
“O professor Robertinho veio para observar o que é realmente o ASA, desde as infra-estruturas, às condições de trabalho da equipa de futebol, e aos jogadores que constituem o plantel da presente época",
Tony Sofrimento- , dirigente da Federação Angolana de Basquetebol.

“O Girabola é cada vez mais exigente nas suas mais variadas vertentes, com destaque para a competitividade, um dos aspectos que tem motivado muitos estrangeiros a acorrem à nossa praça. Basta olharmos para o topo e depois para a cauda",
Aspirina - guarda-redes do Sporting de Cabinda.

“É claro, que há 'cristianodependência'. Perder Ronaldo é perder um jogador que marca em todos os jogos. Toda a gente pode ser substituída, mas o Cristiano é neste momento o melhor jogador do Mundo. Se sair do Real Madrid, vai ser uma enorme perda",
Carlo Ancelloti- treinador do Real Madrid.


PERGUNTA DO DIA
O Recreativo do Libolo após atingir os 62 pontos já pode encomendar as faixas de campeão nacional da presente época?

É certo que ainda há nove pontos em disputa, em que tudo pode acontecer, mas acredito que sim. A turma de Calulo só depende de si mesma para erguer o troféu e isso foi vincado pelo presidente do clube, Rui Campos, após a vitória de 2-1 com o 1º de Maio, em jogo pontuável para a 27ª jornada. Bem haja ao líder do campeonato. Francisco Hegino, gestor de negócios.

As coisas no topo estão quase definidas e por isso creio que o Libolo pode encomendar as faixas. Leva quatro pontos de vantagem sobre o segundo classificado e a depender apenas de si mesmo tem tudo para voltar a erguer o troféu de campeão nacional que a acontecer vai ser com todo o mérito em função do que tem feito. Figueira Fuxi, comerciante.

O próximo adversário do líder do Girabola é o Atlético Sport Aviação, décimo segundo posicionado com apenas 29 pontos. Apesar de o jogo se realizar em casa dos aviadores, isto é, em Luanda, ainda assim estou crente na vitória da equipa do Cuanza Sul, daí que acredito que a equipa tem tudo para encomendar já as faixas de campeã. Felipe Dala, estudante.


AVALIAÇÃO JD

LÚCIO ANTUNES
Treinador do Progresso Sambizanga Positivo

Após um período "negro" em que ficou catorze jogos sem conhecer o sabor da vitória, o Progresso Sambizanga voltou a dar alegria aos adeptos com uma excelente vitória no reduto do Recreativo da Caála. Bons ventos sopram para as hostes sambilas e o técnico Lúcio Antunes continua a sorrir aliviado.


RUI ARAÚJO
Dirigente do 1º de Maio - Negativo

Antes do jogo com o Libolo, Rui Araújo, vice-presidente do 1º de Maio, afirmou, categoricamente, que a sua equipa ia vencer o jogo, como se tudo dependesse da sua equipa e o adversário não contasse. O certo é que os proletários foram derrotados na sua própria casa e têm as coisas mais complicadas para a manutenção no Girabola.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »