Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do Leitor

28 de Novembro, 2014
Quando saí de Portugal, uma das razões que me levaram à esta decisão, foi a de trocar um clube que lutava para qualificar-se nas competições da Europa, por um outro que me ia dar a possibilidade de lutar por títulos.
MATEUS GALIANO, médio ofensivo do 1º de Agosto

Graças a Deus, trabalhei sem nenhuma imposição, nem interferência da parte da direcção, um gesto que agradeço muito. Algumas vezes havia aquela intervenção, mas de forma salutar e não no sentido de me imporem, principalmente na constituição das equipas durante os jogos.
Samy Matias, treinador do ASA

Estamos a negociar com o empresário do Ronaldinho Gaúcho para dar-nos o passe por um ano. Ele está no México, mas acabou agora o campeonato e estamos a aguardar pelo seu pronunciamento. Ao contratarmos este tipo de jogadores, podemos ganhar a liga dos campeões africanos e podemos ir ao mundial de clubes.
BENTO KANGAMBA, presidente do Kabuscorp do Palanca

Fiquei magoado e já o disse a Sergio Ramos numa conversa pelo telefone. Fico lixado se duvidam da minha honra em representar a selecção. Somos muitas convocatórias sem jogar, 94 internacionalizações e nos últimos nove anos tenho vindo sempre e com um sorriso de orelha a orelha. Tinha uma tendinite.
FÀBREGAS, jogador do Chelsea


PERGUNTA DO DIA
Ao juntar mais um troféu ao seu palmarés, com a conquista da Taça de Angola, Zeca Amaral prova ou não o estatuto de um treinador ganhador?

Zeca Amaral voltou a mostrar que é dos poucos treinadores nacionais de grande gabarito. Conseguiu vencer e eliminar o Petro de Luanda na final da XXXIII edição da Taça de Angola, tal como fê-lo no Girabola em 2011 e 2012 ao serviço do Recreativo do Libolo.
António Manuel, estudante

O título conquistado garante sim, um estatuo especial ao técnico nacional, Zeca Amaral, pelo facto de ter conseguido pela primeira vez na história da formação encarnada de Luanda erguer o troféu correspondente a segunda maior prova futebolística nacional. Bem haja pelo trabalho feito ao longo da época´2014.
Zeferino Kalenga, estudante

Os feitos que vamos conquistar ao longo da nossa carreira profissional, servem de alguma forma de atributos necessários para a nossa credibilidade no mercado de trabalho e desta maneira, Zeca Amaral vem juntar na sua galeria mais uma taça. Melhor do que isso, só mesmo a direcção, adeptos e sócios do Benfica para honrarem pelo sucesso.
Felipe Dala, estudante


AVALIAÇÃO JD

MÁRIO ROCHA
Vice-presidente do Benfica - Positivo -
O vice-presidente do Benfica de Luanda tem sido um incansável na dedicação aos propósitos do clube. Ao cabo de tantos anos de "militância" nas águias, a conquista do título da Taça de Angola acaba por servir, também, como grande reconforto para o antigo director desportivo continuar a prestar a sua sapiência ao clube.

BENTO KANGAMBA
Presidente do Kabuscorp - Negativo -
Não entendemos a aposta de Bento Kangamba em jogadores brasileiros em fim de carreira. É que se compararmos a mais-valia que Rivaldo trouxe à equipa com a de Meyong, veremos que o camaronês tem sido muito mais útil. Agora fala-se em Ronaldinho Gaucho. Será o Kabuscorp a montra das estrela apagadas?

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »