Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do Leitor

03 de Janeiro, 2015
Hoje sabia que não seria fácil, porque contava com a concorrência de atletas que investiram para a vitória. Espero voltar mais vezes e vencer.”
Stephen Kibet, queniano vencedor masculino da São Silvestre de Luanda

“É uma grande alegria vencer esta maratona, porque sempre tive muitas informações positivas sobre como era agradável competir em Angola. Consegui realizar um desejo e quero partilhar esta alegria com todos que tornaram possível a minha vinda.”
Josefine Chepkoen, queniana vencedora feminina da São Silvestre de Luanda

“O meu sonho é ser campeão em Angola. Não foi possível nos primeiros anos que estive aí, mas espero que isso venha a acontecer já nas próximas épocas, caso seja possível o regresso ao futebol angolano. Mas tenho grandes esperanças (...).”
Marinho, ex-jogador do Recreativo da Caála

“Estou emocionado, feliz por voltar e a desejar já trabalhar. Sempre tive muito pouco a dizer aos adeptos do Atlético, foram eles que sempre me disseram tudo, estou agradecido, como sempre.”
Fernando Torres, novo reforço do Atlético de Madrid


PERGUNTA DO DIA
Que avaliação se pode fazer sobre a organização da 59ª edição da corrida pedestre São Silvestre de Luanda?


O balanço pode ser considerado positivo. A Federação Angolana de Atletismo, o Governo Provincial de Luanda, a Polícia Nacional, os Bombeiros, o Ministério da Saúde e outras instituições voltadas para a organização cumpriram o programa traçado para acolher a maior festa do atletismo nacional.
Vitórino César , automobilista

A organização da 59ª edição da corrida pedestre de fim de ano São Silvestre foi boa. Os quenianos venceram merecidamente a prova que decorreu na capital do país. As ruas foram pintadas com as cores que nos caracterizam. Penso que a organização e a população estão de parabéns.
Augusto António, funcionário privado

No momento que antecedeu o tiro de largada, os corredores ficaram ansiosos e geraram um certo desnorte e em consequência, houve uma confusão que quase atropelaram os elementos afectos à organização, que naquela altura se encontravam no local da partida, ainda assim, não é razão bastante para deixar de felicitar a Federação de Atletismo.
João Madureira, automobilista


AVALIAÇÃO JD

ESPERANÇA CAXITA
Campeã africana - Positivo -
A xadrezista campeã africana lançou um apelo aos patrocinadores, para que ajudem a escola que a forjou no jogo ciência. Esperança Caxita disse que a instituição carece de condições e necessita de reabilitação para continuar a formar atletas, que dão orgulho ao país no campo do desporto.
Com um pouco de cada, dá para atender o pedido da nossa campeã.

PAULO MADEIRA
Presidente da FAB - Negativo -
Desde o adiamento da Supertaça, masculina e feminina, inicialmente agendada para Novembro passado na cidade de Malanje, a Associação Provincial local da modalidade aguarda a notificação da direcção da Federação sobre a nova data. Com o tempo a passar, a FAB tarda em dar algum sinal.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »