Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do Leitor

20 de Fevereiro, 2015
Só foi na série de penáltis que fomos menos concretizadores e a equipa contrária soube aproveitar as nossas falhas.
Zeca Amaral, Benfica de Luanda

Já realizámos dois jogos difíceis, primeiro para as Afrotaças e este com o Benfica de Luanda e penso que a minha equipa ainda vai melhorar. Este jogo custou muito esforço e devemos continuar a trabalhar para termos menos dificuldades.
Sebastien Desabe, Recreativo do Libolo

A equipa está motivada e moralizada a julgar pelo último resultado, embora numa competição diferente, o foco do nosso trabalho está direccionado no futuro.
Grasseli, Petro de Luanda

Neste momento, sou como alguém que está numa luta, para mim a competição só vai terminar quando o Girabola chegar ao fim, enquanto isto não acontecer, vou continuar empenhado a lutar pelos meus objectivos.
Dieu, jogador do 1.º de Agosto


PERGUNTA DO DIA

O Recreativo do Libolo foi um justo vencedor da Super Taça diante do Benfica de Luanda?


A equipa campeã do Girabola´2014 mostrou em campo o quanto tem melhorado a sua qualidade futebolística. Depois de um empate nulo no tempo regulamentar, a turma de Calulo marcou maior número de golos aos penáltis na baliza do Benfica de Luanda, o que significa que os seus jogadores tiveram mais competência.
Agelize Kizadiambu, músico

A formação orientada por Sebastien Desabre veio do Cuanza Sul, do município do Libolo, determinada a vencer em Luanda a equipa adversária comandada por Zeca Amaral. Como marcou mais penáltis acho que a vitória lhe assenta perfeitamente.
Paixão Lemba, músico

O espírito de campeão que o Recreativo do Libolo conseguiu conquistar na época passada pelos vistos continua a manter-se na presente temporada. A equipa conquistou o seu primeiro troféu, a Super Taça, pois teve mais discernimento na marcação das grandes penalidades.
Tony Smell , produtor musical


AVALIAÇÃO JD


LANDU
Guarda-redes do Libolo - Positivo -
Ao defender dois penáltis no jogo com o Benfica de Luanda após o rigoroso nulo no final do tempo complementar e do prolongamento para a Supertaça, o guarda-redes Landu do Libolo foi o grande herói do jogo, sendo decisivo para a conquista pela primeira vez do troféu pelo seu clube.

ZECA AMARAL
Treinador do Benfica - Negativo -
Ainda não foi desta que os encarnados da capital conquistaram a Supertaça. Diante do Libolo o Benfica tudo tentou mas a falta de melhor competência e mais discernimento na marcação de penáltis foram determinantes para a sua derrota. O Benfica perdeu assim a oportunidade de começar a época com a conquista de um troféu.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »