Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos leitor

10 de Março, 2014
“Estão de parabéns as autoridades da província da Huíla pelo empenho que têm demonstrado. O estádio da Tundavala está como se fosse novo e tudo funciona, desde os elevadores, ares condicionados, áreas técnicas, e da relva nem se fala, porque há um esforço muito grande para manter a sua qualidade.”
Gonçalves Muandumba, ministro da Juventude e Desportos.

Pelo que fizemos no jogo merecíamos seguir na eliminatória. Não houve verdade desportiva com o que se passou lá (Dolisie). Felicito os meus atletas, que tudo fizeram para passar a eliminatória."
Daúto Faquirá, técnico do 1º de Agosto.

Eles marcaram um golo cedo e tentaram pressionar-nos, optando pelo futebol directo. Nós tentámos reagir, mas a partir da primeira parte notámos que o árbitro começou a apitar contra nós e nos impediu de jogar. Era impossível fazer muito mais quando se joga contra 12.”
Patrick Ausemms, treinador do AC Leopards do Congo.

“O piloto sente sempre a pressão, especialmente quando está numa posição competitiva. Mas, o modo como sente a pressão é diferente. A Ferrari é a equipa mais famosa da F1, portanto, a pressão é maior. Sinto-me mais descontraído na Williams.”
Felipe Massa, piloto da Williams.


A PERGUNTA DO DIA
O Progresso Sambizanga pode entrar este ano para o leque de candidatos ao título do Girabola?


Paixão Júnior, na qualidade de presidente do Progresso Associação Sambizanga, investiu forte para que a sua equipa seja também uma das candidatas ao título do Girabola´2014. Prova disso foram as contratações feitas, com destaque para o antigo seleccionador cabo-verdiano Lúcio Antunes, além de jogadores.
Pedro Gonçalves, estudante.

A direcção do Progresso Associação Sambizanga, à semelhança dos clubes com credibilidade na conquista do título do Girabola, mantém como prioridade esse desafio, mas para que isso tem de conseguir bons resultados nos jogo que fizer durante a época.
Cândido Vimbembe, munícipe.

“Ainda é cedo para podermos dizer que o Progresso é uma das equipas candidatas ao título da maior competição futebolística no país. Só no final da primeira volta vamos poder fazer uma avaliação mais realista e então considerarmos se está, realmente, ou não, à altura desse desafio.
César Trinta, gestor.


AVALIAÇÃO JD

ALEXANDRE GRASSELI
Técnico do Petro de Luanda - Positivo -
O Petro de Luanda transformou-se ontem no único embaixador angolano em competição nas provas sob a égide da CAF. O técnico brasileiro Alexandre Grasseli disse, antes do jogo decisivo, que acreditava no potencial da sua equipa e em campo ela justificou o optimismo do seu treinador. A precisar apenas de três, os petrolíferos marcaram um a mais, carimbando a eliminatória.

DAÚTO FAQUIRÁ
Treinador do 1º Agosto - Negativo -
Apesar de ter vencido o AC Leopards do Congo, o 1º de Agosto, ainda assim, acabou eliminado da corrida à fase de grupos da Liga dos Campeões. O vice-campeão angolano tinha de vencer no mínimo por 3-0, mas a jogar em casa e numa partida decisiva conseguiu apenas fazer dois golos, mesmo tendo beneficiado de uma mão cheia de oportunidades. Com isso, aumenta a pressão sobre Daúto Faquirá.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »