Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitor

16 de Março, 2016
Num campeonato longo como o nosso é normal que uma equipa perca jogos. Temos consciência que em qualquer altura podíamos perder, pois as outras equipas também trabalham para tal. Foi apenas uma derrota que não vai atrapalhar as nossas ambições, não é por uma pequena queda que vamos desistir.
HUGO VALDEZ , defesa central do Interclube.

Temos algumas pistas para arrecadar mais receitas, melhor onde vamos buscar mais receitas. E, se Deus estiver do nosso lado, chegaremos lá. Por isso, o presidente de direcção poderá contar connosco nesse objectivo para que o espírito de mantermos a mística deste grande clube, seja concretizado.
DANIEL QUIPAXE , presidente da Assembleia Geral da Ferrovia da Huíla.

Conheço bem as equipas que jogam aqui e o tipo de futebol. Gosto da maneira como joga a nossa equipa. Tenho um contrato longo pela frente. Acho que de qualquer maneira, ninguém tem de preocupar-se com a vinda de Ancelotti. O clube tem um projecto claro com os jogadores que estão sob contrato.
MANUEL NEUER , guarda-redes do Bayern da Munique.

Não estou a dar nenhuma desculpa por nada saber sobre a proibição. Já disse sobre o e-mail que recebi em 22 de Dezembro de 2015. A linha de assunto era 'Principais Mudanças no Programa Anti-doping do ténis por 2016'. Eu devia ter prestado mais atenção.
MARIA SHARAPOVA , tenista profissional.


A PERGUNTA DO DIA
Quais devem ser as linhas de força dos candidatos às eleições directivas do Petro de Huambo?


Os candidatos à cadeira da presidência da direcção do Petro do Huambo conhecem e muito bem as dificuldades que o clube atravessa. Portanto, penso que cada um dos concorrentes deve explicar detalhadamente o seu programa. Desta forma, os sócios e adeptos estarão à altura de elegerem o homem certo. César Betatela , gestor de negócios.

Acreditamos que cada um dos concorrentes à direcção do histórico Petro do Huambo pautem por um único princípio, que é devolver a mística do clube do planalto central. Este desafio passa por restaurar as instalações afectas ao clube e voltar ao campeonato principal de futebol. Maurício Dala , estudante.

A formação em todos os níveis deve ser o factor primordial para que o Petro do Huambo consiga mostrar a verdadeira existência. Com isto, quero dizer que o candidato eleito precisa com alguma urgência de formar ou capacitar técnicos em todas as modalidades e outras áreas, para o bem comum dos petrolíferos. Adelino Félix , estudante.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »