Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitor

31 de Março, 2016
A equipa do Congo é muito forte e experiente. Corremos muito e os nossos jogadores deram o seu máximo e quem não marca, acaba por sofrer. Vamos continuar a lutar e a trabalhar para vencer o jogo em casa e tentarmos fazer o mesmo fora, para no mínimo sermos um dos melhores segundos classificados.
JOSÉ KILAMBA , técnico dos Palancas Negras.

Sabíamos que este jogo seria muito difícil. Na verdade, sentimos maiores dificuldades em Kinshasa. No primeiro jogo, oferecemos o meio campo aos angolanos que aproveitaram a oportunidade para jogarmos em contra-ataque. Neste jogo, progredimos bem e no contra-ataque as coisas resultaram.
FLORENT IBENGUE , técnico do Congo Democrático.

Encontramos um local aprazível com muitas valências no concernente ao alojamento, campo de treinos, piscina, alimentação e outras condições que permitem que possamos realizar um trabalho à altura para os jogos que vamos encarar com maior impacto e dinâmica.
ALBANO CÉSAR, treinador do Progresso do Sambizanga.

Está a rolar muita conversa sobre as regras, se os pilotos deviam estar mais envolvidos na tomada de decisões. Não é nosso trabalho avançar com ideias, e todos temos opiniões diferentes à respeito, de uma forma ou de outra. Isso, vai dar-nos uns 5s em termos de tempo de volta em aerodinâmica e nada vai mudar.
LEWIS HAMILTON , piloto da Fórmula 1.



A PERGUNTA DO DIA
A presença do 12º jogador foi determinante na motivação dos Palancas Negras diante dos Leopards da RDC, no Estádio 11 de Novembro?


A sociedade angolana esteve mais uma vez unida em prol da Selecção Nacional de honras no jogo com a RDC, que esteve revestido de grande importância. Tratou-se de uma atitude considerada positiva e que mereceu nota de destaque na imprensa desportiva. Tony Cassido, estudante.

A presença calorosa dos aficionados do futebol no Estádio 11 de Novembro deu outro alento competitivo à equipa durante os 90 minutos do desafio, da quarta jornada do grupo B de qualificação ao Campeonato Africano das Nações, no Gabão em 2017. Figueira Planta, agente de relações públicas.

A atitude dos Palancas Negras quer faça chuva ou sol é sempre a de empurrar a equipa para frente, a revelar sempre um sentido patriótico. Esperemos que a lição de terça-feira tenha continuidade nos próximos compromissos. Kamba Toy, estudante.

Últimas Opinies

  • 18 de Julho, 2019

    Final interessante

    Um mês depois de fortes emoções vividas nos estádios e em outros espaços fora e longe dos centros de disputa,  vamos ter,  finalmente,  amanhã dia 19, o cair do pano da XXXII edição do Campeonato Africano das Nações de futebol, organizado pelo Egipto.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    A dvida de Akw

    O dia 8 de Outubro de 2005, ficará para sempre gravado na história do desporto angolano e do futebol em particular.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    Assim no est nada bom

    Depois da decepção que foi a participação dos Palancas Negras no Campeonato Africano das Nações, que ainda decorre no Egipto, com encerramento previsto para amanhã, 19 de Julho, pensei que a paz voltaria, quanto antes, a reinar no “quintal” do futebol doméstico, de si já prenhe de problemas.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Uma seleco coxa sem craques de elite

    A qualidade  dos jogos dados a ver pelos Palancas Negras no CAN do Egipto, mostrou, mais uma vez, que não temos um estilo que nos identifica em termos de estilo.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    O real papel do gestor desportivo

    As funções de um gestor desportivo não são mais do que as funções de um gestor de empresas, adaptadas e ajustadas às particularidades de um clube ou federação desportiva.

    Ler mais »

Ver todas »