Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos leitores

13 de Fevereiro, 2016
Eu estive lá (no Estádio Nacional da Tundavala) e não gostei do que vi. Mas não cabe a mim. Espero que a estrutura de direito dê uma volta àquilo porque é de lamentar. Não é uma questão apenas do Desportivo da Huíla, mas também do Governo provincial e de todos os amantes do futebol pois é um gigante adormecido.
Carlos Manuel , director geral do Desportivo da Huíla

satisfeito com isso, na medida em que continuamos a observar os jogadores no envolvimento do grupo. Tivemos o jogo num campo (Sam Nujoma) que nos possibilitou ter uma desenvoltura táctica. Acima de tudo ficamos satisfeitos, sobretudo quando se ganha o jogo.
Albano César , treinador do Progresso do Sambizanga

A crise é a única justificação da desistência das outras integrantes do conjunto. Apenas fui a única que conseguiu sobreviver o abalo provocado pela grave 'febre' financeira que a economia angolana está a viver (...).
Suely Pina , comandante da equipa Doce Vela

Acredito que Neymar vai ganhar a Bola de Ouro com a camisola do Barcelona. Não será outro Judas. É uma pessoa correcta, sabe que esta é a sua equipa. (...) Jogadores e treinadores estão a fazer um grande trabalho, o título está muito perto.
Hristo Stoichkov , antigo jogador do Barcelona


A PERGUNTA DO DIA
Apesar das dívidas da direcção para com os jogadores, o governo provincial do Moxico deve ou não apoiar o regresso do FC Bravos do Maquis à Primeira Divisão?

Os problemas financeiros que envolveram o Bravos do Maquis durante a época passada fazem parte do passado, motivos pelo qual esperamos que a sua direcção saiba encontrar soluções viáveis para resolver o problema. Mesmo assim, é necessário a intervenção urgente do governo da província, pois o clube representa aquela parcela de Angola. Benjamin Calombe , estudante

A juventude do Moxico precisa e vai precisar sempre de ter uma equipa no Girabola Zap, de forma a dar esperança aos talentos existentes para que no futuro possam representar o Maquis e outras agremiações, além de ajudar a distrair a própria juventude. Nesta ordem de ideias, pensamos que é importante o apoio do governo provincial. José Dombaxe , estudante

O Bravos do Maquis é a única formação desportiva que sempre representou a província do Moxico na Primeira Divisão e de forma condigna. Pensamos que por este motivo seria ideal a contribuição positiva do executivo local no que toca o regresso à cimeira de futebol nacional. Atanásio Honde , estudante

Últimas Opinies

  • 24 de Agosto, 2019

    O amiguismo na resciso

    O assunto de momento no nosso futebol, convenhamos, é sem dúvidas o desenlace entre a Federação Angolana de Futebol (FAF) e o técnico Srdjan Vasiljevic, em face de algumas situações que vinham acontecendo e que originou que se estalasse o verniz.

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os jogadores aguardaram isso dos dirigentes, para que a motivação crescesse

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    O sonho dos grupos

    Após as vitórias extramuros nas deslocações à Tanzânia e ao Lesotho, o 1º de Agosto e Petro têm, neste fim-de-semana, a oportunidade soberana de confirmarem a qualificação para última eliminatória de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Viemos a público para responder ou esclarecer o que aconteceu.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

Ver todas »