Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos leitores

16 de Abril, 2016
As prioridades do clube no nosso segundo mandato passam pela apresentação de um plano de trabalho e da elaboração do regulamento interno que vai nos dirigir administrativamente, e depois o reforço na aposta de formação das camadas jovens, os iniciados e juniores do futebol e outras modalidades.
DOCAS QUITADICA , presidente do clube Bravos do Maquis

Em função das muitas lesões que continuam a assolar alguns jogadores fundamentais, a nossa equipa não é a mesma. Temos jogadores alternativos para salvaguardarmos os interesses do clube. Vamos trabalhar com eles, porque o importante é termos um número aceitável em campo e nós comparticiparmos com estes atletas.
ALBANO CÉSAR, treinador do Progresso do Sambizanga

O clube tem dívidas com atletas e treinadores desde a época 2013, viemos para trabalhar com a cabeça erguida até onde der. O Benfica Petróleos do Lubango não pertence a Jacques da Conceição, nem a outro. Estão abertas as portas para todos os sócios, patrocinadores e cidadãos huilanos que se revejam com o Benfica e queiram contribuir na mudança da imagem do clube.
JACQUES DA CONCEIÇÃO, presidente do Benfica do Lubango

Os nossos valores são para a vida inteira e não estão na moda hoje em dia. Não é apenas futebol. Falo de pessoas, empregados, jogadores e adeptos que seguem uma linha de pensamento. Temos perseverança. Não desistimos por mais que o outro seja melhor. Há sete partidas não ganhávamos ao Barcelona. Vencemos na hora certa.
DIEGO SIMEONE , treinador do Atlético de Madrid


A PERGUNTA DO DIA
Qual deve ser o contributo da juventude angolana para a manutenção da paz e do desenvolvimento do desporto nacional?


A juventude é a força motriz de uma sociedade, esta realidade é bem visível no nosso país, por isso, somos obrigados a pautar por uma conduta de vida exemplar de forma a vivermos em união e desenvolvermos a cada dia o nosso país e o desporto nacional em particular. Pedro Amaro , estudante

A juventude angolana por muitos anos mostrou à África e ao mundo, o quanto gosta do seu país e a sua propensão para a prática do desporto. Para que o país continue a registar ganhos em todas as suas esferas, é importante que a juventude preserve a paz conquistada com muito sacrifício por todo o povo. Maura Dala , funcionária pública

O contributo da juventude deve ser feito em todas as áreas do saber, a começar pela formação académica e profissional completa, para além de outras formações como técnico-profissionais de forma a elevarmos sempre bem alto a bandeira nacional. Com isso ganha o país e ganha o desporto em particular. Jane Lopes , comunicóloga

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »