Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos leitores

14 de Setembro, 2016
Vamos melhorar a imagem do clube, desde um pequeno ajustamento no seu logótipo, e também na forma de apresentação das cores, e de tudo que é material desportivo. Não há mudanças radicais.
Tomás Faria, presidente do Petro de Luanda.

Vamos trabalhar, porque sabemos que ainda não estamos numa situação cómoda, visto que o nosso grande objectivo é posicionarmo-nos no meio da tabela. Estamos quase a chegar lá, mas temos muito ainda por fazer.
Corola, treinador do ASA.

Os jogos que faltam são jornadas dificílimas. Temos de pensar vencer todos os jogos, para que a nossa equipa permaneça. Honestamente falando, nós não prevíamos nesta altura da competição, que estaríamos nesta situação em face do arranque que tivemos.
Ezequias Domingos, director administrativo do Desportivo da Huíla.


Enfrentarei todas as acusações apresentadas contra mim, e defender-me-ei de cada uma delas. Sou completamente inocente, quero defender o meu nome e a minha reputação. Confio no sistema judicial brasileiro, acredito que serei absolvido, de todas as acusações.
Patrick Hickey, presidente do Comité Olímpico Irlandês.

A PERGUNTA DO DIA
A EQUIPA BRAVOS DO MAQUIS DESTA VEZ VAI TER PEDALADA PARA DESFILAR NO PRÓXIMO GIRABOLA?


O Bravo do Maquis é uma equipa forte que disputou muito bem o campeonato da segunda divisão. Eles já estiveram no Girabola e desistiram, não porque tinham péssimos resultados, mas por causa de questões financeiras. O regresso vai alegrar muitos adeptos e será proveitoso para a competição. Mavinga Pedro, estudante.

Se os maquisardes conseguiram resultados para regressar à competição sénior do futebol nacional, é prova de que podem manter-se. Não vai ser a primeira vez que a formação do Maquis compete no Girabola, portanto já sabe como é, e entra consciente das responsabilidades que se lhes espera. Elísio Francisco, estudante.

A equipa mostrou que tem futebol para jogar no Girabola. Penso que tenha pedalada para suportar a competição, e quiçá, colocar-se numa posição prestigiada. Vamos torcer para que não haja mais problemas de âmbito financeiro, que possam forçar à desistência da equipa, desta prova tão almejada por muitas. Afonso Pedro, relações públicas .

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »