Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitores

28 de Setembro, 2016
Esperamos por um jogo difícil em Caxito, mas acreditamos nas nossas forças, para a passagem à final da Taça de Angola. É nosso objectivo ganhar o jogo com o Domant FC, continuarmos com as esperanças acesas na Taça de Angola. Vamos trabalhar para isso.
ALBANO CÉSAR, treinador do Progresso do Sambizanga.

Tentamos causar dificuldades aos adversários. A nossa missão é sempre a mesma: encarar todos os jogos com a intenção de vencer. Se isso não acontecer, quero que os jogadores dêem tudo com intensidade e identidade. Se eles o fizerem, eu sou um treinador feliz. Digo sempre aos jogadores para estarem tranquilos, para jogarem o que sabem fazer.
LITO VIDIGAL, treinador do Arouca.

Não vou mencionar nomes, acredito sobretudo, na força do colectivo. Temos muitos jovens jogadores formados na nossa Academia, que integraram a equipa principal, e têm já muita autoridade. A recompensa do nosso trabalho, é ver jogadores da classe de Gonçalo Guedes e André Horta afirmarem-se na primeira equipa.
NUNO GOMES, director do Benfica de Lisboa.

Não sei como me sinto, isso não parece real. Estou muito feliz e já estou à espera da próxima temporada. Foi uma loucura e sofri muito durante a corrida, foi bastante difícil. Tentei o meu melhor e perdemos a batalha, mas ganhamos a guerra. Estou muito feliz. Gostava de agradecer a todos, acredito que hoje não conseguirei dormir.
BRAD BINDER, campeão da Moto3


A PERGUNTA DO DIA

A realização do festival de natação disputado na piscina do Alvalade, no sábado, movimentou cerca de 200 crianças e segundo os organizadores estava dentro das expectativas traçadas. Actividades do género devem ser realizadas quantas vezes, por época?


Tive a oportunidade de assistir à actividade, constatei que dentro das escolas de natação faz-se um trabalho árduo, em prol da modalidade. E, para a massificação da modalidade, estas actividades devem realizar-se duas a três vezes, por cada época. Irineu Cardoso, funcionário público.


Tive a oportunidade de acompanhar o evento desde o principio, verifiquei que tudo que se passou naquele local foi de grande valia, porque as crianças mostraram o que aprendem nas escolas. Portanto, actividades do género devem ser realizadas três vezes por ano.Wilson Domingos, técnico comercial.


Sei que a natação, não é das modalidades com prioridade, no nosso desportos. Mas para quem acompanhou a actividade na piscina do Alvalade, apurou que este grupo demonstrou o seu saber no festival. Daqui a alguns anos, podem sair os nossos representantes olímpicos. Eles só vão precisar de acompanhamento.Santos Mundundi, técnico comercial.

Últimas Opinies

  • 24 de Agosto, 2019

    O amiguismo na resciso

    O assunto de momento no nosso futebol, convenhamos, é sem dúvidas o desenlace entre a Federação Angolana de Futebol (FAF) e o técnico Srdjan Vasiljevic, em face de algumas situações que vinham acontecendo e que originou que se estalasse o verniz.

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os jogadores aguardaram isso dos dirigentes, para que a motivação crescesse

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    O sonho dos grupos

    Após as vitórias extramuros nas deslocações à Tanzânia e ao Lesotho, o 1º de Agosto e Petro têm, neste fim-de-semana, a oportunidade soberana de confirmarem a qualificação para última eliminatória de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Viemos a público para responder ou esclarecer o que aconteceu.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

Ver todas »